Pular para o conteúdo principal

Conselho Curador empossa Rita Freire e Rosane Bertotti


O Conselho Curador da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) deu posse ontem, 17, às conselheiras Rita de Cássia Freire Rosa e Rosane Maria Bertotti, novas representantes da sociedade civil dentro do colegiado. Durante a 44ª Reunião Ordinária, os membros também se despediram de Guilherme Strozi, conselheiro representante dos funcionários, que encerra seu mandato de dois anos em maio.

Rosane e Rita foram escolhidas pela presidenta Dilma Rousseff, para ocupar por quatro anos, prorrogáveis por mais quatro, as vagas que eram de Paulo Sérgio Pinheiro e Lúcia Willadino Braga (saiba mais sobre as novas conselheirasaqui).
Rita Freire afirmou que sua atuação no colegiado será ligada aos movimento sociais, especialmente os feminista, afrobrasileiro e das mídias alternativas. Rosane Bertotti, por sua vez, dedicou sua representação aos movimentos sociais que lutam pela democratização da comunicação. “O papel do Conselho Curador da EBC é garantir a pluralidade e ser um canal de diálogo entre a EBC e a sociedade”, disse.
Ao final da reunião, foi definida a formação de um grupo de trabalho para acompanhar os desdobramentos do último Roteiro de Debates sobre o modelo institucional da EBC (saiba mais sobre o Roteiro aqui). A conselheira Sueli Navarro presidirá o GT, que funcionará em um prazo previsto de 90 dias.
Segundo o conselheiro João Jorge Rodrigues, o debate se faz importante porque os primeiros passos da EBC foram muito atrelados ao Governo. “Essa discussão pode ser teórica, mas precisa ver também o contexto mundial. Hoje, todas as lutas de movimentos sociais estão esbarrando nos meios de comunicação, em várias partes do mundo. É hora de amadurecer a EBC e dá-la ao povo brasileiro. Devemos ampliar essa discussão para algo pragmático”, disse.
Audiência Pública
Os conselheiros pediram à Diretoria da EBC informações sobre os encaminhamento relativos à próxima atividade do Conselho, a audiência pública “Censura e violação do direito à comunicação durante a ditadura militar brasileira”. Marcado para o dia 15 de maio no Auditório Dois Candangos, na Universidade de Brasília, o evento será realizado em parceria com a Comissão Nacional da Verdade (CNV) e contará com uma programação especial nos veículos da Empresa.
Rogério Brandão, diretor de Produção, afirmou que a TV Brasil já está produzindo inter-programas com depoimentos de vários profissionais perseguidos durante o regime. Além disso, filmes que foram censurados no período serão exibidos na semana anterior à realização da audiência, que será nomeada de “Semana do Proibido”. Nereide Beirão, diretora de Jornalismo, também assegurou que o tema será abordado pelo jornalismo da EBC, contando com uma edição exclusiva do programa Caminhos da Reportagem sobre o trabalho da CNV. As rádios da EBC também entregaram ao Conselho uma primeira proposta de programação especial para a semana (disponível aqui).
Juventude na TV Brasil
A Câmara Infantojuvenil propôs ao Conselho uma reunião aberta à sociedade no próximo mês de junho para discutir a programação juvenil da TV Brasil. A ideia surgiu durante uma reunião do grupo realizada na manhã do dia 17. Para os conselheiros Guilherme Strozi, Ima Vieira e Takashi Tome, a EBC precisa definir melhor qual o seu objetivo em relação a essa faixa da programação.
Para isso, eles pretendem ouvir adolescentes, jovens e entidades que os representem e, com as sugestões, preparar um documento de orientação com diretrizes para programação direcionada a esse público, que será encaminhado à diretoria da Empresa. O Pleno aprovou a proposta, porém, ainda não estabeleceu data para a reunião.
Diversidade religiosa
A presidenta do Conselho Curador, Ana Fleck Saibro, cobrou a Diretoria sobre o andamento da produção da Faixa da Diversidade Religiosa da TV Brasil. A Faixa foi estabelecida pela Resolução 04/2012 do colegiado, que determina a criação de um programa jornalístico semanal, com duração de uma hora, que tratará de temas filosóficos e culturais ligados à religiosidade, além da exibição de programa semanal de 30 minutos com apresentação de mensagens de grupos religiosos diversos.
O prazo inicial para a veiculação da Faixa foi prorrogado e a Diretoria da EBC estuda uma nova data para o lançamento do edital que vai selecionar os parceiros para co-produções do programa jornalístico (saiba mais aqui). O diretor-presidente, Nelson Breve, se comprometeu, porém, a dar informes semanais aos conselheiros sobre o andamento da seleção. A presidenta Ana Fleck estabeleceu que até a próxima atividade do colegiado, em maio, o edital esteja concluído e divulgado para participação.
Música de concerto
Em decorrência de um encontro realizado no Rio de Janeiro, no dia 22 de fevereiro deste ano, com entidades da área de música e cultura (leia mais), o Conselho informou que enviará à EBC propostas para o fortalecimento da difusão da música de concerto em suas mídias. Nelson Breve disse que irá pautar o assunto na próxima da Diretoria e que dará um retorno sobre as ações tomadas a partir das contribuições.
Resoluções
Os conselheiros também aprovaram durante a reunião uma resolução que estabelece o prazo para o envio de documentos ao Conselho de Comunicação Social do Congresso Nacional  - CCS (veja aqui). Segundo a Lei de criação da EBC – Lei nº 11.652, de 7 de abril de 2008 – as deliberações tomadas em cada reunião do colegiado devem ser encaminhadas ao CCS. Em entendimento recente, o órgão definiu que as atas e resoluções enviadas pelo Conselho Curador são destinadas apenas à ciência de seus membros e não para supervisão.
A resolução que aprova o Plano de Trabalho da Empresa Brasil de Comunicação para 2013 também foi publicada (confira aqui). Conforme determinado no documento, a presidência da Empresa afirmou durante a 44ª Reunião Ordinária do Conselho Curador que enviará ainda em maio a primeira prestação de contas referente à implementação do Plano.
Texto: Priscila Crispi (jornalista da Secretaria Executiva do Conselho Curador). Com informações da Agência Brasil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

"É com muita satisfação que a ARPUB e o MinC informam que o projeto Tropofonia: um laboratório de sons e sentidos, proposto pelo Instituto Imersão Latina - IMEL foi selecionado para receber o Prêmio Roqutette Pinto de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos, na categoria rádio-arte/experimentação sonora."

COMISSÃO DE SELEÇÃO DO I PRÊMIO ROQUETTE- PINTO
ARPUB - Associação das Rádios Públicas do Brasil

"Nós do Instituto Imersão Latina (IMEL) e do Tropofonia recebemos esta notícia hoje e agradecemos a todos que participaram desse processo de construção coletiva do projeto até aqui. O programa Tropofonia agora será disponibilizado para circular pelas rádios comunitárias e educativas de todo o Brasil. Que essa onda se perpetue por todos os ares da América Latina!"
Brenda Marques Pena, Presidente do Instituto Imersão Latina

A Comissão de Seleção do I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos - Prêmio Roquette-Pinto foi composta pelos membros:

Patrick Torqua…

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

“Realizar uma grande aliança dos quem tem modos de vida ligados a terra, as águas e as florestas, povos indígenas,comunidades de camponeses e ribeirinhos e demais entidades sociais que sofrem os impactos dos grandes projetos na Amazônia e de quem se solidariza com eles, para estabelecer a resistência a diversos níveis, local, regional, nacional einternacional”, é o que sugere uma das conclusões do Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos. As conclusões do Seminário foram publicadas no site do Cimi no último dia 6.


Eis a carta final do encontro:

Nós, membros de Movimentos Sociais e Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, Peruana e Boliviana e do Conselho Missionário Indigenista – Cimi, reunidos no “Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos”, nos dias 2, 3 e 4 de junho de 2010, na cidade de Rio Branco, estado do Acre,

Considerando:

1) Que os grandes projetos da IIRSA(Iniciativa para Integração da Infra-Estrutura da América …

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina

De volta à Pangéia* Quem sabe a arte console hoje todos os corações solitários carentes da real beleza muda dos materiais e cores dos sonhos, como intocáveis desejos do querer. Esse era o último apelo de Péricles: viver um deja vu de emoções. Assim as lembranças tomavam o chá das onze com ele todos os dias, como se cada gota tivesse o gosto de um amigo ou amante distante. E foi assim todos os finais de noite, até que a terra se transformou novamente na Pangeia, quando não havia essa divisão entre continentes. E no meio desse emaranhado de terras Péricles viajou no tempo, provocando a erupção de mil vulcões até que a lavra do amor queimou para sempre os corpos…. Brenda Mar(que)s Pena durante lançamento de DESnaturalizados. Foto: Marja Marques *Miniconto do meu livro (DES)naturalizados. Exemplares à venda por R$ 15,00 no Coletivo Contorno (avenida do Contorno 4640 – sala 701, bairro Funcionários) e na Casa Leopoldina (rua Leopoldina 357, bairro Santo Antônio). Peça também pelo e-mail: co…