Especial 21 de março: Dia Mundial da Poesia


Perder-se...

... no vento,
é tornar-se ar
chamar para si
um sopro de vida
o outro lado de lá

... no mar,
é tornar-se água
nadar em si
corpo de língua
saliva sem mágoa

... na terra,
é tornar-se árvore
penetrar no chão
com o sol
sob as vestes
[por exemplo] de trigo,
futura saudade
do pão.

João de Abreu Borges
http://www.germinaliteratura.com.br/jaborges.htm

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina