Dia da Rebeldia Cubana é comemorado com a rumba de Yoruba Andabo em BH


Por Miriam Gontijo*

A Associação Cultural José Marti de Minas Gerais(ACJM-MG), entidade sem fins lucrativos e de apoio e solidariedade a Cuba, desde 1986, apresenta a Companhia Cubana de Dança Folclórica YORUBA ANDABO, ganhadora de vários prêmios internacionais, como o Grammy Latino conquistado em 2001, na categoria de Melhor Álbum Folclórico, e com apresentações internacionais no Canadá e cidades como Paris e Genebra.

No Brasil, a cidade de Belo Horizonte (BH), Minas Gerais, sedia o início da temporada de shows prevista para o período compreendido entre 23 de julho a 06 de agosto, ocasião em que também se realiza na capital mineira o 2º Congresso Internacional da Cultura e Religião Yorubá e as comemorações do 26 de julho, dia da Rebeldia Cubana.

QUEM É YORUBA ANDABO

A companhia tem sua gênese nos cais do Porto de Havana, em 1961, quando um grupo de trabalhadores reunia-se em festas e eventos artísticos sindicais. Eles deram origem ao “Guaguancó Marítimo Portuário”, conjunto que, em 1985, iniciou sua atividade profissional com o nome de Yoruba Andabo.

A partir desse momento ofereceu sua arte em diversas atividades da União de Escritores e Artistas de Cuba (UNEAC), trabalhou com a empresa discográfica cubana EGREM por iniciativa do compositor e cantor cubano, conhecido internacionalmente, Pablo Milanês, e compartilhou a cena com a cantora folclórica Merceditas Valdés


Comemoração Dia da Rebeldia com apresentação da Cia. CubanaYoruba Andabo

Dia 26 de julho (segunda-feira) - dia da Rebeldia Cubana,
de 17 às 21h - ENSAIO ABERTO do Yoruba Andabo com as presenças da Cia. Primitiva da Dança Negra, Mestre Conga, Maestro Pepe, Roda de Capoeira da Acesa.

Local:
Centro Cultural da UFMG – Av. SantosDumont, 174
*Miriam Gontijo é jornalista e Diretora Geral da Associação Cultural José Martí -MG

"Com todos e para o bem de todos"

Rua Carijós,136 sala 1003 Centro - BH-MG

Mais informações: (31) 88059701/ 85863100

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos