Poesia para parar o tempo

Antônio Dayrell e Iara Abreu com
o livro Poesia para parar o tempo.
Foto de Brenda Mars


O poeta Antônio Carlos Dayrell lança no Dalva Botequim na próxima segunda-feira, dia 05 de outubro de 2009, a partir das 19 horas, seu livro de estréia Poesia Para Parar O Tempo (Edição do autor, produzida artesanalmente com ilustrações de Iara Abreu.)

A noite de autógrafos terá as participações especiais dos poetas Bilá Bernardes, Brenda Mars, Rogério Salgado e Virgilene Araújo.

O Dalva Botequim cultural fica em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, na rua Ceará nº 1568 – Savassi (esquina de Afonso Pena).


AMIGOS ARTISTAS E POETAS
DIVIDIRÃO O ESPAÇO NA PRAÇA ABC


ROGÉRIO SALGADO & VIRGILENE ARAÚJO



BILÁ BERNARDES



BRENDA MAR(QUE)S

Brenda Mar(que)s Pena nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, em dia de folia de Reis, 06 de janeiro de 1981. Enveredou-se pela escrita literária aos 12 anos e aos 14 foi destaque em prêmios de crônica, conto e poesia e passou a integrar o Clube Literário de Brasília. Formada em jornalismo pelo Centro Universitário de Belo Horizonte com mestrado em Literatura e outros sistemas semióticos pela UFMG, este ano de 2009 lança seu primeiro livro individual: Poesia Sonora – histórias e desdobramentos de uma vanguarda poética, resultado de sua dissertação concluída em 2007 e é a organizadora da antologia Nós da Poesia, lançada pela All Print Editora na Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro neste mês de setembro. Foto da performance "o Ritual da Mulher Poliglota", durante o lançamento do livro "Poesia Sonora: histórias e desdobramentos de uma vanguarda poética", no Terças Poéticas. O banner a frente da foto é arte da Clevane Pessoa sobre a mulher poliglota, texto de Brenda Mar(ques)s publicado no livro "Letras de Babel". (foto gentilmente cedida pela artista)


Maria Angélica Bernardes Santos/Bilá Bernardes é Cônsul Poetas del Mundo do ESTADO DE MINAS GERAIS/BRASIL. Nasceu em Santo Antônio do Monte. Em 1970, mudou-se para Belo Horizonte onde trabalhou como professora, tendo se aposentado em 2005. A partir de 1995 atua, também, em atendimento clínico psicopedagógico. Participou de antologias no XIV Congresso Brasileiro de Poesias, em Bento Gonçalves, no Belô Poético, em Belo Horizonte, em Poetas del Mundo, de Campo Grande. Tem três livros organizados e um publicado: FotoGrafias de DesCasamento. Na revista EPsiBA, nº 12, Buenos Aires, Argentina, Outubro de 2006 foi publicado seu poema Saber Hiperativo. Na antologia Belo Horizonte em Verso e Prosa, da Letras- UFMG foram publicados dois poemas de Bilá. Tem levado, quinzenalmente, seus poemas em recitais em escolas públicas de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Sua poesia circula, também, entre os amigos, comunidades, sites e blogs da internet. (fotos gentilmente cedidas pela artista)
Rogério Salgado é poeta e jornalista. Natural de Campos dos Goytacazes/RJ. Reside em Belo Horizonte/MG desde 1980. Tem trabalhos publicados no país e no exterior. Com 34 anos de carreira literária, tem mais de 20 livros publicados. Casado com Virgilene Araújo, natural de Januária/MG, professora de teatro, membro do NEPPCOM - Núcleo de Estudo e Pesquisa do Pensamento Complexo FaE/UFMG. Autora dos livros: Uai Poético Pesquisando as Raízes e Veias Poéticas, Brincando de Representar (Belô Poético-2001) e Tipo Exportação (Belô Poético-2004), esses dois últimos em parceria com Rogério Salgado. São os idealizadores e realizadores do Belô Poético-Encontro Nacional de Poesia de Belo Horizonte e Poesia na Praça Sete, projeto realizado com os benefícios da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de BH, já em sua 3ª edição.

(Fotos cedidas pelos artistas)

Informações publicadas em:
http://poesiaparapararotempo.blogspot.com/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina