Pular para o conteúdo principal

Somente a Verdade deve construir a História

Sem maior análise, repasso essa matéria, que nos foi enviada pelo artista baiano Etetuba, através do Coro Coletivo ,sempre alerta às causas contra a liberdade de expressão em nosso País.Embora todo o episódio, felizmente, não tenha causado consequencias mais graves, é necessário que sempre apontemos para as ações que ferem os sagrados Direitos Humanos de ir e vir, e da Liberdade de Imprensa.Felizmente, a PAZ foi exercida e não houve agravos outros.

Somente a verdade deve construir a História (*) .

Repassem , para colegas jornalistas.A finalidade agora é realemtne mostrar o inteligente manejo da siuituação pelo jornalista, equipe da Tv Liberal de belém /Pará e ainda dos moradores e taxistas da cidade.

Louvo essa demonstração de insistência pela Liberdade da palavra..

Clevane Pessoa (**)
Embaixadora Universal da Paz,Dama da Ordem sereníssima da Lyra de Bronze,
Representante em Minas da REBRA-Rede Brasileira de Escritoras,Vice presidente do Instituto Imersão Latina -IMEL,Consultora da Rede Catitu-Coordenadora e Editora do Selo Catitu,Consultora da AMI-Associação Mineira de Imprensa,Membro da IWA (International Writers and Artistes Association)
Membro do PEBN Clube de Itapira,Delegada Ad honoren do Instituto de Cultura Americana,Cadeira 05-Cecília Meireles da AFEMIL,Cadeira 11 da ALB/ Mariana-MG.



Somente a Verdade deve construir a História



Foto:Aranha-Crédito de Kayani Pessoa-Natal/RN .

Clevane Pessoa de Araújo Lopes



A palavrArma deve atirar registros verdadeiros
nos alvos do poder e os situacionais.
A palavrArdente , atear foto às mentiras
e estratégias de pessoas do mal.
A palavrÁgua deve matar as sedes
dos que esperam por justiça.
A palavrAplauso ,incentivar o Bem
e as ações pelo Planeta e pela humanidade.
A palavrAmena deve baixar a guarda
dos que ferem a liberdade de ser, dos seres.
A palavrArte colorir e dar melhores formas ao mundo.
A palavrAmiga, fortalecer laços fraternais.
A palavrAnseio, alimentar o ânimo dos grandes ideais.
A palavrAranha,tecer a teia da Memória
, estemunhar as acontecências e vivências
do seu própio tempo e cada um .
A palavrA...ApalavrA...a palavrA,
essa munição feita de pólens e chuva,
vontade , sabedoria e cristais ,
precisa sempre ser emissário de um conceito muito lato
da noção de PAZ!

(...)

É preciso ouvir vencidos e vencedores,
saber das múltiplas faces dos que são.

(...)

Somente a verdade deve construir a história


Com meu abraço:

Clevane Pessoa

><**>< "Está ficando perigoso e virando moda, alguem lembra da camara municipal de Tucurui-PA?"12/04/2011 - 09h36 Jornalista da Tv Liberal é detido durante reportagem no Acará Uma equipe da TV Liberal(Belém-Pará) foi detida por policiais militares quando fazia uma reportagem sobre as péssimas condições da saúde na região do Acará. O repórter Guilherme Mendes, o cinegrafista Carlos Batista e o motorista-auxiliar Edmílson Luz foram abordados pelos policiais e conduzidos até a delegacia sob acusação de entrar na unidade de saúde sem autorização. A prisão aconteceu por ordem da diretora da Unidade Mista de Saúde, Simone Almeida.

Guilherme Mendes estava dentro da unidade quando foi abordado pelos policiais militares. O restante da equipe estava no carro, do lado de fora da unidade de saúde. Os policiais queriam levar o repórter dentro da viatura até a delegacia, mas desistiram quando Mendes disse que só iria se a situação fosse filmada durante todo o trajeto. Assim, ele seguiu no carro da TV liberal, que foi escoltado pelos PMs até a delegacia. 'A diretora da unidade de saúde acompanhou a nossa equipe até a delegacia e lá desistiu de registrar o boletim de ocorrência', revelou o repórter Guilherme Mendes.Ainda segundo Mendes, a equipe ficou cerca de meia hora detida pelos policiais militares, até que diretora da unidade desistisse da ocorrência. Ela também resolveu abrir as portas da unidade mista de saúde para que a equipe da TV Liberal fizesse uma visita. 'Mas só tivemos acesso à área administrativa', contou.Moradores da cidade e mototaxistas fizeram um protesto na porta da delegacia exigindo a liberação da equipe da TV Liberal, o que aconteceu em seguida.

Há tempos a TV Liberal recebe muitas denúncias de falta de médicos, medicamentos e péssimas condições de higiene no hospital. Antes de ser detido o repórter Guilherme Mendes encontrou muitos pacientes à espera de atendimento, além de flagrar três ambulâncias quebradas no local. A única ambulância que estaria funcionando, estava parada na garagem do hospital.Mendes ainda encontrou lixo hospitalar nos fundos da unidade de saúde, que começou a ser incinerado, quando funcionários perceberam a presença da equipe de reportagem.

A ordem da detenção teria sido dada pela Prefeita do município, Francisca Martins. Mas a prefeita informou, por telefone, que não sabia do fato e que não deu nenhuma ordem para deter a equipe de reportagem da TV Liberal. Ela disse ainda que está em Belém, em uma reunião do Coimp (Conselho Integrados dos Municípios Paraenses), do qual participam 50 prefeitos, desde às 8h00, até às 11h45. Ela conta ainda que só ficou sabendo do fato quando saiu para o intervalo da reunião e recebeu um telefonema da produção da TV Liberal. 'O que eu estava sabendo era que a equipe ia fazer uma matéria sobre a produção de mandioca e sobre o festival que acontece no final de semana. Só fiquei sabendo da prisão quando me ligaram. De maneira nenhuma eu daria uma ordem dessas', afirmou.Martins disse ainda que tentou contato, tanto com a diretora da unidade de saúde, como com a secretária de saúde do município, mas não conseguiu. 'Vou com certeza proceder sobre isso e punir quem usou meu nome', ameaça.

Repúdio

O Sindicato dos Jornalistas se pronunciou sobre o caso repudiando qualquer ato de censura à liberdade de imprensa. 'A nossa assessoria jurídica já foi acionada, vamos entrar com uma ação judicial contra todos os envolvidos, por danos morais.', declarou a presidente do Sinjor, Sheila Faro.Ela afirma que situações como essas prejudicam o profissional. 'Esse tipo de ação é prejudicial para imagem do profissional que está apenas trabalhando. O que a equipe estava fazendo era legitimar a situação pra mostrar à sociedade o que estava acontecendo com um órgão público'.


Referências

http://aparelho.comumlab.org/
http://criados-mudos.blogspot.com/
http://cinemaderua.blogspot.com/
http://institutonangetu.blogspot.com/
http://www.youtube.com/user/etetuba
http://picasaweb.google.com/etetuba
http://picasaweb.google.com.br/redeaparelho
http://www.overmundo.com.br/perfis/etetuba
http://afropara.ning.com/profile/ArthurLeandro
http://redecinenorte.ning.com/profile/ArthurLeandro
http://lattes.cnpq.br/6341884388726907
http://grupourucum.multiply.com/
http://www.iteia.org.br/autor/etetuba
...

(**) Clevane Pessoa , Embaixadora Universal da Paz(CUAP/Geneve,Suisse, Orange, France),Dama da Ordem sereníssima da Lyra de Bronze, Representante em Minas da REBRA-Rede Brasileira de Escritoras,Vice presidente do Instituto Imersão Latina -IMEL,Consultora da Rede Catitu-Coordenadora e Editora do Selo Catitu,Consultora da AMI-Associação Mineira de Imprensa,Membro da IWA (International Writers and Artistes Association). Membro do PEBN Clube de Itapira,Delegada Ad honoren do Instituto de Cultura Americana,Cadeira 05-Cecília Meireles da AFEMIL,Cadeira 11 da ALB/ Mariana-MG.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

"É com muita satisfação que a ARPUB e o MinC informam que o projeto Tropofonia: um laboratório de sons e sentidos, proposto pelo Instituto Imersão Latina - IMEL foi selecionado para receber o Prêmio Roqutette Pinto de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos, na categoria rádio-arte/experimentação sonora."

COMISSÃO DE SELEÇÃO DO I PRÊMIO ROQUETTE- PINTO
ARPUB - Associação das Rádios Públicas do Brasil

"Nós do Instituto Imersão Latina (IMEL) e do Tropofonia recebemos esta notícia hoje e agradecemos a todos que participaram desse processo de construção coletiva do projeto até aqui. O programa Tropofonia agora será disponibilizado para circular pelas rádios comunitárias e educativas de todo o Brasil. Que essa onda se perpetue por todos os ares da América Latina!"
Brenda Marques Pena, Presidente do Instituto Imersão Latina

A Comissão de Seleção do I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos - Prêmio Roquette-Pinto foi composta pelos membros:

Patrick Torqua…

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

“Realizar uma grande aliança dos quem tem modos de vida ligados a terra, as águas e as florestas, povos indígenas,comunidades de camponeses e ribeirinhos e demais entidades sociais que sofrem os impactos dos grandes projetos na Amazônia e de quem se solidariza com eles, para estabelecer a resistência a diversos níveis, local, regional, nacional einternacional”, é o que sugere uma das conclusões do Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos. As conclusões do Seminário foram publicadas no site do Cimi no último dia 6.


Eis a carta final do encontro:

Nós, membros de Movimentos Sociais e Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, Peruana e Boliviana e do Conselho Missionário Indigenista – Cimi, reunidos no “Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos”, nos dias 2, 3 e 4 de junho de 2010, na cidade de Rio Branco, estado do Acre,

Considerando:

1) Que os grandes projetos da IIRSA(Iniciativa para Integração da Infra-Estrutura da América …

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina

De volta à Pangéia* Quem sabe a arte console hoje todos os corações solitários carentes da real beleza muda dos materiais e cores dos sonhos, como intocáveis desejos do querer. Esse era o último apelo de Péricles: viver um deja vu de emoções. Assim as lembranças tomavam o chá das onze com ele todos os dias, como se cada gota tivesse o gosto de um amigo ou amante distante. E foi assim todos os finais de noite, até que a terra se transformou novamente na Pangeia, quando não havia essa divisão entre continentes. E no meio desse emaranhado de terras Péricles viajou no tempo, provocando a erupção de mil vulcões até que a lavra do amor queimou para sempre os corpos…. Brenda Mar(que)s Pena durante lançamento de DESnaturalizados. Foto: Marja Marques *Miniconto do meu livro (DES)naturalizados. Exemplares à venda por R$ 15,00 no Coletivo Contorno (avenida do Contorno 4640 – sala 701, bairro Funcionários) e na Casa Leopoldina (rua Leopoldina 357, bairro Santo Antônio). Peça também pelo e-mail: co…