Pular para o conteúdo principal

Por que ler Italo Calvino hoje?

Imagine a cena: você começa a ler um livro e, na metade da publicação, por um erro de encadernação as páginas do início se repetem. Você vai à livraria trocar o exemplar e tem outra surpresa: as páginas do novo livro contam outra história e o erro de encadernação novamente acontece. Intrigante e instigante – o leitor leu o início da história, mas não consegue chegar ao desfecho da mesma. Este é o enredo do livro “Se um Viajante numa Noite de Inverno”, de Italo Calvino, onde o autor explora com ironia a relação do leitor com a obra literária.

No Estação Pátio Savassi deste sábado, 17, às 11 horas, a Mestre em Literatura, Maria Elisa Rodrigues Moreira, propõe uma reflexão sobre a relação dos leitores hoje com as obras literárias. “Através da obra de Calvino, vou propor ao público que descubramos juntos os motivos que fazem da literatura um importante meio de inserção no mundo contemporâneo”, explica Maria Elisa.

Italo Calvino nasceu em 1923 em Cuba. Filho de italianos, ainda menino foi morar na Itália. Lançou seu primeiro livro em 1947, mas só a partir dos anos 50 começou a ser reconhecido internacionalmente por suas obras. Entre elas estão: ‘O Visconde Partido ao Meio’ (1952), ‘O Barão nas Árvores’ (1957), ‘O Cavaleiro Inexistente’ (1959) e ‘Palomar’ (1983).

Sobre a palestrante

Maria Elisa Moreira é mestre em Teoria da Literatura e Bacharel em Comunicação Social. Publicou o livro “Saber narrativo: proposta para uma leitura de Ítalo Calvino” e uma série de artigos na área de teoria literária.

Estação Pátio Savassi é uma realização da Estação do Saber e do Shopping Pátio Savassi, com curadoria de Júlia Ramalho Pinto. Em seu quinto ano de existência, conta com patrocínio da CEMIG, Governo do Estado de Minas Gerais, Governo Federal, Ministério da Cultura e Lei Rouanet. As palestras são sempre aos sábados e gratuitas, onde se discutem temas contemporâneos com a participação de intelectuais, escritores e profissionais renomados, numa agradável conversa nas manhãs de sábado.

O Pátio Savassi fica na avenida do Contorno, 6061, em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil)

As palestras poderão ser acompanhadas através do Twitter (Júlia Ramalho Pinto www.twitter.com/arpjulia) com postagem de frases e comentários ao vivo das apresentações.

Ainda em fase de teste, o evento está sendo transmitido via Ustream na página da Estação do Saber http://www.estacaodosaber.art.br/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

"É com muita satisfação que a ARPUB e o MinC informam que o projeto Tropofonia: um laboratório de sons e sentidos, proposto pelo Instituto Imersão Latina - IMEL foi selecionado para receber o Prêmio Roqutette Pinto de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos, na categoria rádio-arte/experimentação sonora."

COMISSÃO DE SELEÇÃO DO I PRÊMIO ROQUETTE- PINTO
ARPUB - Associação das Rádios Públicas do Brasil

"Nós do Instituto Imersão Latina (IMEL) e do Tropofonia recebemos esta notícia hoje e agradecemos a todos que participaram desse processo de construção coletiva do projeto até aqui. O programa Tropofonia agora será disponibilizado para circular pelas rádios comunitárias e educativas de todo o Brasil. Que essa onda se perpetue por todos os ares da América Latina!"
Brenda Marques Pena, Presidente do Instituto Imersão Latina

A Comissão de Seleção do I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos - Prêmio Roquette-Pinto foi composta pelos membros:

Patrick Torqua…

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

“Realizar uma grande aliança dos quem tem modos de vida ligados a terra, as águas e as florestas, povos indígenas,comunidades de camponeses e ribeirinhos e demais entidades sociais que sofrem os impactos dos grandes projetos na Amazônia e de quem se solidariza com eles, para estabelecer a resistência a diversos níveis, local, regional, nacional einternacional”, é o que sugere uma das conclusões do Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos. As conclusões do Seminário foram publicadas no site do Cimi no último dia 6.


Eis a carta final do encontro:

Nós, membros de Movimentos Sociais e Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, Peruana e Boliviana e do Conselho Missionário Indigenista – Cimi, reunidos no “Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos”, nos dias 2, 3 e 4 de junho de 2010, na cidade de Rio Branco, estado do Acre,

Considerando:

1) Que os grandes projetos da IIRSA(Iniciativa para Integração da Infra-Estrutura da América …

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina

De volta à Pangéia* Quem sabe a arte console hoje todos os corações solitários carentes da real beleza muda dos materiais e cores dos sonhos, como intocáveis desejos do querer. Esse era o último apelo de Péricles: viver um deja vu de emoções. Assim as lembranças tomavam o chá das onze com ele todos os dias, como se cada gota tivesse o gosto de um amigo ou amante distante. E foi assim todos os finais de noite, até que a terra se transformou novamente na Pangeia, quando não havia essa divisão entre continentes. E no meio desse emaranhado de terras Péricles viajou no tempo, provocando a erupção de mil vulcões até que a lavra do amor queimou para sempre os corpos…. Brenda Mar(que)s Pena durante lançamento de DESnaturalizados. Foto: Marja Marques *Miniconto do meu livro (DES)naturalizados. Exemplares à venda por R$ 15,00 no Coletivo Contorno (avenida do Contorno 4640 – sala 701, bairro Funcionários) e na Casa Leopoldina (rua Leopoldina 357, bairro Santo Antônio). Peça também pelo e-mail: co…