Pular para o conteúdo principal

“Abril Indígena” tem audiências e manifestações culturais de 19 a 21 de abril

Uma audiência pública da Comissão de Participação Popular abrirá as atividades do “Abril Indígena” nesta segunda-feira, dia 19, às 9 horas, no auditório da Assembleia Legislativa. O evento reúne painéis, oficinas, manifestações culturais, debates e audiências com gestores de órgãos públicos até o dia 21, quarta-feira, para marcar o tradicional “Dia do Índio” do calendário nacional. A programação foi coordenada pelo Conselho dos Povos Indígenas de Minas Gerais.

Na audiência, que será presidida pelo deputado André Quintão, serão avaliadas as ações dos órgãos públicos em 2009 em atendimento às demandas das comunidades indígenas e as prioridades para 2010. Participam dos debates a Secretaria Nacional de Segurança Alimentar do Ministério de Desenvolvimento Social, as Secretarias de Estado da Educação e de Desenvolvimento Social, a Fundação Nacional do Índio (Funai), a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), o Ministério Público e o Conselho dos Povos Indígenas de Minas.

No dia 20, pela manhã, haverá um painel sobre o tema “O Estatuto dos Povos Indígenas e a violação de direitos”, no auditório do Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais e à tarde audiências das lideranças indígenas com a secretaria de Estado do Governo, a Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB) e o Instituto de Terras (TER). O “Abril Indígena “ inclui, ainda, feiras de artesanato e apresentações culturais. O encerramento, na quarta-feira à tarde, acontece em uma cerimônia religiosa em defesa da PACHAMAMA – Mãe-terra e memória do massacre das lideranças indígenas tombadas na luta por seus direitos.

Vivem em Minas Gerais cerca de 16 mil indígenas de dez etnias remanescentes em 54 comunidades e aldeias que enfrentam, ainda hoje, graves problemas sociais e de demarcação de terras. Em todo o País, de acordo com a Fundação Nacional do Índio (Funai), são apenas 460 mil indígenas vivendo em aldeias.

“ABRIL INDÍGENA EM MINAS GERAIS – POR DIGNIDADE, TERRA, SUSTENTABILIDADE, AUTONOMIA E DIREITOS”

Auditório do Sindicato dos Jornalistas
- Avenida Álvares Cabral, 400


Auditório da Assembléia Legislativa de Minas Gerais
- Rua Rodrigues Caldas, nº30, SE


Parque Municipal de Belo Horizonte
Praça do Sol- Avenida Afonso Pena, centro

PROGRAMAÇÃO:

Dia 19/04/10 – Segunda-feira

Local: Auditório da Assembléia Legislativa de Minas Gerais.
08:30 – Canto e oração dos povos indígenas na Praça da ALMG
9:00 horas -Audiência Pública “Balanço das ações desenvolvidas em 2009 pelos órgãos públicos no atendimento às demandas das comunidades indígenas, suas perspectivas e desafios para 2010.”
12:30 Almoço

14:00 Oficina - Programa Nacional de Alimentação Escolar- PNAE ( somente para lideranças indígenas)

Dia 20/04/10 – Terça-feira
Local: Auditório do Sindicato dos Jornalistas- Avenida Álvares Cabral, 400

09:00 PAINEL - Estatuto dos Povos Indígenas e Violação dos Direitos Indígenas

12:30 Almoço

14:00 Audiências
Instituto de Terras - ITER
Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB
Governo do Estado de Minas Gerais- Segov
14:00- Simultaneamente ocorrerá interação da comuidade indígena e não indígena no Parque Municipal/Praça do Sol ( Oficinas, feira de artesanato, etc)

Dia 21/04/10 – Quarta-feira

Local: Parque Municipal/Praça do Sol

9:00 Assembleia do Conselho dos Povos Indígenas de Minas Gerais- Copimg

Durante todo o dia ocorrerá:
oficina de pintura : Ministrada por Lideranças indígena
apresentações culturais: Grupos indígenas presentes no evento
Feira de artesanato indígena

17:30 –
Encerramento Cerimônia religiosa em defesa da PACHAMAMA – Mãe-terra e memória do massacre das lideranças indígenas tombadas na luta por seus direitos.

Realização:
CONSELHO DOS POVOS INDÍGENAS DE MINAS GERAIS - COPIMG

Em parceria:
Instituto de Direitos Humanos
Mandato do deputado André Quintão - Comissão de Participação Popular da ALMG
Instituto Dom Luciano Mendes de Promoção da Causa Indígena e Cidadania

Apoio:

• Coordenadoria Ecumênica de Serviços – Cese
• Congregação das Irmãs Servas do Espirito Santo
• Congregação das Irmãs do Sagrado Coração de Maria
• Centro de Documentação Eloy Ferreira da Silva
• Rede Internacional de Desenvolvimento Humano e Social – SBRASIL
• Centro Colaborador da Alimentação e Nutrição do Escolar -Cecane/Ufop
• Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional de Minas Gerais – CONSEA
• Fundação Parques e Jardins da Prefeitura de Belo Horizonte

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

"É com muita satisfação que a ARPUB e o MinC informam que o projeto Tropofonia: um laboratório de sons e sentidos, proposto pelo Instituto Imersão Latina - IMEL foi selecionado para receber o Prêmio Roqutette Pinto de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos, na categoria rádio-arte/experimentação sonora."

COMISSÃO DE SELEÇÃO DO I PRÊMIO ROQUETTE- PINTO
ARPUB - Associação das Rádios Públicas do Brasil

"Nós do Instituto Imersão Latina (IMEL) e do Tropofonia recebemos esta notícia hoje e agradecemos a todos que participaram desse processo de construção coletiva do projeto até aqui. O programa Tropofonia agora será disponibilizado para circular pelas rádios comunitárias e educativas de todo o Brasil. Que essa onda se perpetue por todos os ares da América Latina!"
Brenda Marques Pena, Presidente do Instituto Imersão Latina

A Comissão de Seleção do I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos - Prêmio Roquette-Pinto foi composta pelos membros:

Patrick Torqua…

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

“Realizar uma grande aliança dos quem tem modos de vida ligados a terra, as águas e as florestas, povos indígenas,comunidades de camponeses e ribeirinhos e demais entidades sociais que sofrem os impactos dos grandes projetos na Amazônia e de quem se solidariza com eles, para estabelecer a resistência a diversos níveis, local, regional, nacional einternacional”, é o que sugere uma das conclusões do Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos. As conclusões do Seminário foram publicadas no site do Cimi no último dia 6.


Eis a carta final do encontro:

Nós, membros de Movimentos Sociais e Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, Peruana e Boliviana e do Conselho Missionário Indigenista – Cimi, reunidos no “Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos”, nos dias 2, 3 e 4 de junho de 2010, na cidade de Rio Branco, estado do Acre,

Considerando:

1) Que os grandes projetos da IIRSA(Iniciativa para Integração da Infra-Estrutura da América …

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina

De volta à Pangéia* Quem sabe a arte console hoje todos os corações solitários carentes da real beleza muda dos materiais e cores dos sonhos, como intocáveis desejos do querer. Esse era o último apelo de Péricles: viver um deja vu de emoções. Assim as lembranças tomavam o chá das onze com ele todos os dias, como se cada gota tivesse o gosto de um amigo ou amante distante. E foi assim todos os finais de noite, até que a terra se transformou novamente na Pangeia, quando não havia essa divisão entre continentes. E no meio desse emaranhado de terras Péricles viajou no tempo, provocando a erupção de mil vulcões até que a lavra do amor queimou para sempre os corpos…. Brenda Mar(que)s Pena durante lançamento de DESnaturalizados. Foto: Marja Marques *Miniconto do meu livro (DES)naturalizados. Exemplares à venda por R$ 15,00 no Coletivo Contorno (avenida do Contorno 4640 – sala 701, bairro Funcionários) e na Casa Leopoldina (rua Leopoldina 357, bairro Santo Antônio). Peça também pelo e-mail: co…