Liberdade para Felipe Durán #LiberenAFelipe

Ação de repúdio a construção de represa no Rio Pilmaiken, no Chile
“Sua fotografia é perigora e letal, porque vem do íntimo, porque é sincera e respeitosa, porque é comprometida, porque é livre, porque não tem pauta, porque têm as entranhas, que nenhum meio de comunicação podia suportar, porque é uma abertura, um grito e a caricatura da efêmera ARI, sigla para uma a associação de repórteres independentes -

Repórteres Independent Association
 22 de setembro de 2015

“Para o Movimento Mapuche Indepedente e Libertário, os vídeos e fotos de Felipe Duran são a  voz do nosso povo, que são negadas e manipuladas nos meios de comunicação oficiais, e esse é um problema que tem o poder chileno, por isto condenamos a prisão de Felipe Duran e exigimos sua liberdade!

Werken, Alianza Territorial Mapuche
7 de outubro de 2015 

“Felipe é como dizemos em nosso idioma Mapuche, um weney – um bom amigo. Isto é uma perseguição política pelo grau de informação que Felipe entrega para a sociedade nacional e internacional, principalmente sobre a repressão,  as pesquisas, pela morte de weichafes (guerreiros mapuches), os jovens e dirigentes. Porque ele denuncia por meio da fotografia e a fotografia é perigosa. Na foto, os problemas são escancarados, assim como conscientizam e nesse contexto Felipe é perigoso para as multinacionais, para os poderes econômicos, para os poderes estabelecidos, entre esses, o próprio Governo. A estes não convinha que o povo Mapuche tivesse um amigo como Felipe, que chegava as diferentes comunidades e mostrava fotografias da repressão que estão passando, esta é a perseguição política contra Felipe.!

Ana Llao[1]. Conselheira Mapuche

 27 de setembro de 2015


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina