Vamos nos Permitir

Com este título sugestivo, a Confraria da Poesia Informal apresentará seu 15º Sarau no Estúdio S de Música (Rua Quissamã, 120), na próxima quarta-feira às 19h, com entrada gratuita.

A CPI, como seus mais de 250 membros a denominam na intimidade, é um grupo informal de poetas oriundos dos mais diferentes estados, mas que teve seu surgimento em Petrópolis no dia 11 de agosto de 2011, idealizado por Catarina Maul, a principio com 7 membros.

O sucesso da iniciativa se comprova à medida que o tempo passa e que mais escritores se aproximam, identificando-se com os objetivos do projeto que realiza saraus mensais, leva sua experiência para escolas e universidades, realiza exposições, promove intercâmbios com outros projetos e está em processo editorial de sua primeira antologia, que será lançada na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em setembro próximo.

O sarau conta sempre com varais poéticos, exposições, declamações, números de dança e muita música, mas para o dessa quarta-feira, o evento desfrutará também de uma atração especial: o relançamento do livro Portrait, da poetisa carioca Maria do Carmo Bomfim, que após ter seus poemas publicados em antologias, jornais e revistas do Rio, Petrópolis, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul e Portugal, lança, em Petrópolis, o seu livro solo Portrait. Sua ligação com a cidade se iniciou quando foi premiada no concurso do Centenário do Petropolitano F. C.

Participa há muitos meses da Confraria da Poesia Informal, onde já se apresentou nos saraus com poetas petropolitanos e de outras cidades do país. A noite ainda contará com várias atrações e parcerias, como os projetos Tomate Seco e Portal Petrópolis, além de vários músicos da cidade.

Vamos nos permitir abrir os braços para a poesia!

Confraria da Poesia Informal

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina