Especial dia das mães

Almada Negreiros, maternidade, 1935
Coração de Mãe

Por Airton Reis
Poeta


Mesmo depois de ser órgão que alimenta a vida placentária, o pulsar do coração materno não cessa em seus filhos e filhas concebidos com a Graça do Criador e gerados em ventre pelo amor. Coração de mãe tem em suas artérias uma fluidez compartilhada em sentimento.

Coração de mãe é paz em templo. Coração de mãe é contentamento em peito descontente. Coração de mãe é valente e forte. Coração de mãe é transparente e universal. Coração de mãe é estação sideral. Nele, o afago é permanente. Nele, a alegria é Sol nascente. Nele, a dor é passageira. Nele, o perdão vigora. Nele, filhos e filhas nunca vão embora. Coração de mãe desde Maria de Nazaré suporta qualquer provação existencial.

Coração de mãe é império sem ser colonial. Nele, a justiça habita sem formalidade. Nele, não há surto e nem calamidade que contenha a sua vazante em lágrimas. Coração de mãe chora no quarto vazio da solidão. Coração de mãe é imensidão em ilha e porto seguro em firmamento iluminado. Coração de mãe é céu estrelado em noite de luar. Coração de mãe é alado, sabe voar. Coração de mãe foi moldado para ensinar.

Coração de mãe foi contemplado para falar. Coração de mãe é perpetuado de geração em geração. Coração de mãe é amplidão em sintonia. Coração de mãe é fonte incessante de alegria. Finalmente quero dizer que no coração da mãe brasileira sempre caberá mais um filho não nascido em berço esplêndido. Coração de mãe sabe adotar como nenhuma outra criatura do Reino Animal. Coração de mãe é película do amor filial. Coração de mãe é monte elevado do Bom Pastor.

Coração de mãe é formulado pelo carinho. Coração de mãe é ninho ocupado em igualdade. Coração de mãe do todo é a metade. Coração de mãe é roseiral em flor. Coração de mãe é mandamento do Criador. Coração de mãe é verso sem ponto final. Coração de mãe é canção de ninar angelical. Coração de mãe são portas e janelas abertas. Coração de mãe são jardins dos poetas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina