Pular para o conteúdo principal

Salão do Livro de Genebra e o Encontro entre escritores brasileiros

Por Valdeck Almeira de Jesus*
Valdeck Almeira e Paulo Coelho no 27º Salão do Livro de Genebra
Participei do 27º Salão do Livro de Genebra, de 1º a 5 de maio de 2013, graças ao convite de Jacqueline Aisenman e família (Paulo, Lázaro e Sabrina), que expôs no estande Varal do Brasil. Dentre tantas surpresas agradáveis, sorrisos, encontros e reencontros, tive o prazer de conhecer Paulo Coelho, o maior fenômeno da literatura brasileira, que foi ao salão especialmente para visitar o estande do Varal.

O Varal do Brasil é um projeto brasileiro e suíço, comandado por Jacqueline, brasileira de nascença e suíça por raízes de família. Inicialmente uma revista eletrônica, que continua funcionando, agora virou também livro e estande na maior feira literária da Suíça. Pelo segundo ano consecutivo o grande banquete literário é servido, desta vez com mais de trinta autores de várias partes do mundo. Eis a lista dos que estavam presentes e autografaram livros infantis, antologias, romances, livros de autoajuda, didáticos, de pesquisa, poesia etc: Jacqueline Aisenman, Valdeck Almeida de Jesus, Lúcia Amélia Brulhardt, Deucélia Maciel, Eder Roberto Dias, Sonia Medeiros Imamura, Jania Souza, Leni André, Ana Maria Stoppa, Carlo Montanari, Jan Bittencourt, Clara Machado, Dyanderia Portugal, Roselis Batistar, Ainoha Leporelo, Irma Galhardo, Saskia Brígido, Gorete Newton, Jô Ramos, Samuel Lira, Luiz Carlos Amorim, Flavia Assaife, Paulo Levy, Caroline Baptista Axelson, Leonia Oliveira, Tamara Ramos, Julien André, Ana Rocha Dulce Rodrigues, Luís Gomes e muitos outros.

Foram dias que passaram como minutos. Agora só resta esperar o próximo encontro, para matar a saudade. Apesar de tão pouco tempo, aconteceu apresentação musical com Marcus Assumpção, exposição de telas do pintor Richard Calil Bulos (in memoriam), bonecas da tribo Karajá, com a presença de Narubia Werreria Iny e muito mais.

Ainda deu tempo de fugir um pouco, fui jantar com Mary Barreto e Marcos, ela brasileira, de Ilhéus, e ele, de Portugal, com os filhos do casal, Marquinhos e Gabriela, e com os amigos deles Gil e Francieli. Foi servido um jantar tipicamente brasileiro, com peixe pescado no Lac Le Man, por Marcos, com bife, quiabo e muito mais...

Em Lausanne, curti o carnaval típico da Suíça com minha amiga Ignez Agra, tomei caipirinha, fui a museus e assisti um concerto de violoncelo na Catedral da cidade... Para não deixar barato, fui a Ivoire, com Marcus Assumpção ao volante, acompanhado de Sônia Medeiros e Angela Mota, todos uns amores de pessoas... Abílio, amigo deles, resolveu não ir. Perdeu um belo programa.

Para encerrar, frango com arroz, com os amigos Bruno, Jânia Souza e Samaritana Pasquiê... Carinho e afeto não têm preço...

Algumas fotos do último dia:
http://www.facebook.com/media/set/?set=a.188249421328263.1073741844.100004296189822&type=3&uploaded=60

*Escritor baiano.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

"É com muita satisfação que a ARPUB e o MinC informam que o projeto Tropofonia: um laboratório de sons e sentidos, proposto pelo Instituto Imersão Latina - IMEL foi selecionado para receber o Prêmio Roqutette Pinto de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos, na categoria rádio-arte/experimentação sonora."

COMISSÃO DE SELEÇÃO DO I PRÊMIO ROQUETTE- PINTO
ARPUB - Associação das Rádios Públicas do Brasil

"Nós do Instituto Imersão Latina (IMEL) e do Tropofonia recebemos esta notícia hoje e agradecemos a todos que participaram desse processo de construção coletiva do projeto até aqui. O programa Tropofonia agora será disponibilizado para circular pelas rádios comunitárias e educativas de todo o Brasil. Que essa onda se perpetue por todos os ares da América Latina!"
Brenda Marques Pena, Presidente do Instituto Imersão Latina

A Comissão de Seleção do I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos - Prêmio Roquette-Pinto foi composta pelos membros:

Patrick Torqua…

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

“Realizar uma grande aliança dos quem tem modos de vida ligados a terra, as águas e as florestas, povos indígenas,comunidades de camponeses e ribeirinhos e demais entidades sociais que sofrem os impactos dos grandes projetos na Amazônia e de quem se solidariza com eles, para estabelecer a resistência a diversos níveis, local, regional, nacional einternacional”, é o que sugere uma das conclusões do Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos. As conclusões do Seminário foram publicadas no site do Cimi no último dia 6.


Eis a carta final do encontro:

Nós, membros de Movimentos Sociais e Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, Peruana e Boliviana e do Conselho Missionário Indigenista – Cimi, reunidos no “Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos”, nos dias 2, 3 e 4 de junho de 2010, na cidade de Rio Branco, estado do Acre,

Considerando:

1) Que os grandes projetos da IIRSA(Iniciativa para Integração da Infra-Estrutura da América …

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina

De volta à Pangéia* Quem sabe a arte console hoje todos os corações solitários carentes da real beleza muda dos materiais e cores dos sonhos, como intocáveis desejos do querer. Esse era o último apelo de Péricles: viver um deja vu de emoções. Assim as lembranças tomavam o chá das onze com ele todos os dias, como se cada gota tivesse o gosto de um amigo ou amante distante. E foi assim todos os finais de noite, até que a terra se transformou novamente na Pangeia, quando não havia essa divisão entre continentes. E no meio desse emaranhado de terras Péricles viajou no tempo, provocando a erupção de mil vulcões até que a lavra do amor queimou para sempre os corpos…. Brenda Mar(que)s Pena durante lançamento de DESnaturalizados. Foto: Marja Marques *Miniconto do meu livro (DES)naturalizados. Exemplares à venda por R$ 15,00 no Coletivo Contorno (avenida do Contorno 4640 – sala 701, bairro Funcionários) e na Casa Leopoldina (rua Leopoldina 357, bairro Santo Antônio). Peça também pelo e-mail: co…