Curso de Fotografia científica ambiental abre inscrições


O curso prático oferecido pelo Instituto de Pesquisa Ecológica ensina o uso técnico e criativo da fotografia aplicado ao Meio Ambiente. As aulas serão ministradas na cidade de Nazaré, interior paulista, de 16 a 19 de setembro.

O curso de Fotografia Científica Ambiental vem sendo oferecido regularmente a diversos Programas de Pós Graduação em Biologia, Ecologia, Botânica, Veterinária em várias universidades brasileiras. Tem como objetivo capacitar os alunos a explorar ao máximo o potencial técnico dos equipamentos fotográficos de forma prática e criativa. Trata-se de um curso focado no domínio técnico da fotografia e seus equipamentos, empregados na prática como um recurso de grande valia para quem desenvolve atividades na área ambiental, no desenvolvimento de projetos, na área de ensino ou mesmo a título de lazer. Objetivamos com o curso à obtenção de imagens fotográficas estética e tecnicamente elaboradas do ponto de vista científico e ambiental.

- PÚBLICO-ALVO

Estudantes, pesquisadores, ambientalistas, professores e demais interessados na área ambiental.
- CONTEÚDO
Parte teórica: Breve histórico da fotografia aplicada ao meio ambiente, equipamento fotográfico e seu funcionamento, técnicas fotográficas, iluminação natural e artificial, ética e estética fotográfica.

Parte prática: Noções de ecologia geral e de campo, macro fotografia, fotografia sob condições controladas, uso criativo do flash, fotografia noturna, desenvolvimento de pautas fotográficas, discussão e interpretação técnica de fotografias ambientais, caracterização fotográfica da biodiversidade.

Dinâmica do curso: O curso será oferecido no Centro de Biologia da Conservação (CBBC) - IPE, com a característica de imersão total: com aulas pela manhã, à tarde e à noite, enfatizando o seu caráter prático, baseado em exercícios e pautas a serem desenvolvidos individualmente pelos alunos.

- INSTRUTORES

DR. ANTONIO CARLOS DE FREITAS
Físico, Fotógrafo, Dr. em Ciências pela UFRJ, professor Adjunto do Instituto de Biologia Roberto Alcântara Gomes (IBRAG), Departamento de Biofísica e Biometria (DBB) / UERJ, vem trabalhando com Fotografia Científica Ambiental há vários anos, tendo ministrado cursos, oficinas, exposições, saídas fotográficas e palestras na área. Atualmente ministra a disciplina Fotografia Científica Ambiental em vários programas de Pós Graduação. Desenvolve suas atividades acadêmicas e científicas no Laboratório de Radioecologia e Mudanças Globais (LARAMG - DBB/IBRAG). Atualmente coordena e desenvolve dois projetos com apoio da FAPERJ: “Biodiversidade do Bioma Mata Atlântica no Estado do Rio de Janeiro através da documentação fotográfica” e “Arte e Ciência das Formas e Padrões da Natureza”

MARCIA MOURA FRANCO
Bióloga (UFRJ), Fotógrafa e Mestre em Educação, Gestão e Difusão em Biociências pelo Instituto de Bioquímica Médica / UFRJ, tendo como título de dissertação “O Uso da Fotografia em um Processo de Avaliação a Educação a Distância: O Foco na Aprendizagem”, tendo como um dos orientadores, o Prof. Dr. Antonio Carlos de Freitas, com o qual vem atuando como professora da disciplina Fotografia Científica Ambiental desde 2005. Atualmente está envolvida em dois projetos FAPERJ coordenados pelo Prof. Dr. Antonio Carlos de Freitas: “Biodiversidade do Bioma Mata Atlântica no Estado do Rio de Janeiro Através da Documentação Fotográfica” e “Arte e Ciência das Formas e Padrões da Natureza”.

- INVESTIMENTO
À vista: R$ 1.095,00
Parcelado: R$ 1.155,00 (1ª parcela R$ 405,00 + 3x R$ 250,00)

**O VALOR DE CURSO INCLUI 4 DIAS DE HOSPEDAGEM COMPLETA, 5 REFEIÇÕES DIÁRIAS, TRASLADO EM HORÁRIO PRÉ-DETERMINADO (AEROPORTO DE GUARULHOS – IPÊ E RODOVIÁRIA DE ATIBAIA – IPÊ), MATERIAL DIDÁTICO E CERTIFICADO DE PARTICIPAÇÃO. O CBBC NÃO COBRE DESPESAS DE VIAGEM.

Informações: www.ipe.org.br / cbbc@ipe.org.br
55 (11) 4597-1327 / 9981-2601

Comentários

O Fanzine Episódio Cultural é uma publicação bimestral (Machado-MG/Brasil) sem fins lucrativos distribuído gratuitamente em várias instituições culturais, entre elas: Casa das Rosas (SP/SP), Inst. Moreira Salles (Poços de Caldas-MG) e Cia Bella de Artes (Poços de Caldas-MG). De acordo com o editor e poeta mineiro Carlos Roberto de Souza (Agamenon Troyan), “o objetivo é enfocar assuntos relacionados à cultura, e oferecer um espaço gratuito para que escritores, poetas, atores, dramaturgos, artistas plásticos, músicos, jornalistas... possam divulgar suas expressões artísticas”.

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos