Argentina sedia Fórum de Fomento ao Livro e à Leitura


Por Neila Baldi
cultura.gov.br


As principais ações brasileiras ligadas ao livro e à leitura serão apresentadas nesta quinta-feira (19 de agosto), no 15º Fórum Internacional para o Fomento do Livro e da Leitura, em Resistência, na província de Chaco, na Argentina. O Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL), instituído pelos Ministérios da Cultura e da Educação, em 2006, será um dos projetos governamentais mostrados no encontro, que ocorre de 18 a 21 de agosto.

O PNLL será apresentado junto com as iniciativas da Bolívia, Argentina e Venezuela, na terceira mesa do evento, às 18h, que foi intitulada: “15 anos de iniciativas de Fomento à Leitura: o público e o privado. Balanços e Perspectivas”.

Atualmente, o mapa de ações do PNLL é composto por 900 iniciativas da sociedade civil e dos governos municipal, estadual e federal. Pelo Ministério da Cultura, a maior parte das ações faz parte do Programa Mais Cultura. Durante o evento, além do PNLL, o Brasil também irá apresentar o projeto Agentes de Leitura – formado por jovens de 18 a 29 anos, que recebem uma bolsa de R$ 350 por mês, durante um ano, para estimular a leitura entre seus vizinhos de comunidade.

A oficina é destinada aos gestores públicos participantes do Fórum que desejem conhecer a experiência de replicação do projeto originalmente implantado no Ceará e que foi estendida a outros estados e municípios brasileiros no âmbito do Programa Mais Cultura. A estimativa é que sejam selecionados, formados e mantidos cerca de 4.500 agentes de leitura no biênio 2010/2011.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina