Pular para o conteúdo principal

Comunidade Camilo Torres comemora 1 ano de ocupação


No dia 16 de fevereiro de 2008, junto com os primeiros raios de sol que se anunciavam no horizonte, homens, mulheres, idosos e crianças, reunidos em torno do mesmo objetivo, superaram a condição de expectadores e decidiram assumir o protagonismo.
Nascia a Ocupação Camilo Torres.
Ao longo dessa jornada, o capim alto cedeu lugar às ruas, os tijolos substituíram as lonas pretas e o que era mais uma ocupação urbana se transformou na Comunidade Camilo Torres.

De lá pra cá, a Comunidade seguiu firme na incansável batalha contra os desmandos da Prefeitura que vergonhosamente tenta acabar com a resistência dos sem-teto da cidade. Infelizmente, ainda não podemos comemorar a vitória definitiva quanto à regularização do terreno (parte pública e privada). Mas, enquanto aguardamos a decisão final da Justiça quanto às ações de reintegração de posse que pesam sobre nossos ombros, vamos comemorar com os apoiadores o primeiro aniversário dessa jornada de resistência.

Você é nosso convidado para participar conosco deste momento!

Quem puder, traga um livro para nossa biblioteca!

PROGRAMAÇÃO:

Sábado, dia 14/02
20:00 h - Assembléia Geral dos moradores
20:30 h - Exibição de fotos e vídeos da Comunidade
21:00 h - Sarau de cordel e música popular

Domingo, dia 15/02
10:00 h - Bate-papo entre famílias da Comunidade Camilo Torres
- relato do histórico de 01 ano de muita luta
11:00 h - Celebração Ecumênica com Frei Gilvander e Pastor Jaeder
11:30 h - Apresentações culturais:
Rosa Helena (foto) e o violonista Glaysson Astoni / Circo de Todo Mundo / Grupo de Dança da Comunidade Camilo Torres / Núcleo Camilo Torres da Bateria da Escola de Samba Cidade Jardim
13:00 h - Repartição do Bolo de Aniversário e confraternização
19:00 h - Cine Camilo Torres

No domingo 15, ao longo das atividades haverá cachorro quente e refrigerante liberado.

Local: Comunidade Camilo Torres
Endereço: Av. Perimetral, s/nº, próximo ao campo de futebol da Vila Santa Rita, Jatobá, Barreiro. Belo Horizonte/Minas Gerais. (Referência: Pegar ônibus 309 na Estação Diamante e descer no ponto mais
próximo do campo de futebol)
Informações: 8622-9698 / 8815-4120 / 8513-8537

"Onde morreu Camilo, nasceu uma cruz.
Não de madeira, mas sim de luz..."

Enviada por: Brigadas Populares
e-mail: brigadaspopulares2008@gmail.com

Comentários

Cara Brenda.

estive hoje na Vila Camilo Torres cantando e ajudando a unir " las puntas de um mismo lazo."

Encontrei vários companheiros de luta, inclusive, Frei Gilvander, além dos jovens Bruna e Joviano, os quais conheci no FSM em Belém do Pará e que me convidaram. Estava emocionante! Fiz a doação de um pandeiro para a comunidade e para a alegria do Sr. Ostílio que tocou o tempo todo comigo. Levei violonista e a havia professores também da PUC e UFMG para a celebração. Falando em Camilo Torres, ele era colombiano e sua história era linda e triste.
Um abraço da Rosa Helena

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

"É com muita satisfação que a ARPUB e o MinC informam que o projeto Tropofonia: um laboratório de sons e sentidos, proposto pelo Instituto Imersão Latina - IMEL foi selecionado para receber o Prêmio Roqutette Pinto de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos, na categoria rádio-arte/experimentação sonora."

COMISSÃO DE SELEÇÃO DO I PRÊMIO ROQUETTE- PINTO
ARPUB - Associação das Rádios Públicas do Brasil

"Nós do Instituto Imersão Latina (IMEL) e do Tropofonia recebemos esta notícia hoje e agradecemos a todos que participaram desse processo de construção coletiva do projeto até aqui. O programa Tropofonia agora será disponibilizado para circular pelas rádios comunitárias e educativas de todo o Brasil. Que essa onda se perpetue por todos os ares da América Latina!"
Brenda Marques Pena, Presidente do Instituto Imersão Latina

A Comissão de Seleção do I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos - Prêmio Roquette-Pinto foi composta pelos membros:

Patrick Torqua…

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

“Realizar uma grande aliança dos quem tem modos de vida ligados a terra, as águas e as florestas, povos indígenas,comunidades de camponeses e ribeirinhos e demais entidades sociais que sofrem os impactos dos grandes projetos na Amazônia e de quem se solidariza com eles, para estabelecer a resistência a diversos níveis, local, regional, nacional einternacional”, é o que sugere uma das conclusões do Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos. As conclusões do Seminário foram publicadas no site do Cimi no último dia 6.


Eis a carta final do encontro:

Nós, membros de Movimentos Sociais e Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, Peruana e Boliviana e do Conselho Missionário Indigenista – Cimi, reunidos no “Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos”, nos dias 2, 3 e 4 de junho de 2010, na cidade de Rio Branco, estado do Acre,

Considerando:

1) Que os grandes projetos da IIRSA(Iniciativa para Integração da Infra-Estrutura da América …

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina

De volta à Pangéia* Quem sabe a arte console hoje todos os corações solitários carentes da real beleza muda dos materiais e cores dos sonhos, como intocáveis desejos do querer. Esse era o último apelo de Péricles: viver um deja vu de emoções. Assim as lembranças tomavam o chá das onze com ele todos os dias, como se cada gota tivesse o gosto de um amigo ou amante distante. E foi assim todos os finais de noite, até que a terra se transformou novamente na Pangeia, quando não havia essa divisão entre continentes. E no meio desse emaranhado de terras Péricles viajou no tempo, provocando a erupção de mil vulcões até que a lavra do amor queimou para sempre os corpos…. Brenda Mar(que)s Pena durante lançamento de DESnaturalizados. Foto: Marja Marques *Miniconto do meu livro (DES)naturalizados. Exemplares à venda por R$ 15,00 no Coletivo Contorno (avenida do Contorno 4640 – sala 701, bairro Funcionários) e na Casa Leopoldina (rua Leopoldina 357, bairro Santo Antônio). Peça também pelo e-mail: co…