Brasil: Programa Mais Médicos em foco


Lançado pelo governo federal brasileiro em julho com o objetivo de melhorar o atendimento do SUS, o Programa Mais Médicos vem dividindo opiniões. O principal motivo da controvérsia é a importação de médicos para ocupar parte das 10 mil vagas criadas em regiões do país onde há carência de profissionais, caso do Norte e do Nordeste, das periferias de grandes cidades e de municípios do interior brasileiro. Os críticos se queixam da dispensa da Revalida (exame nacional de revalidação de diplomas estrangeiros) para os candidatos e argumentam que o problema da saúde pública no Brasil não é a quantidade de médicos, mas a deficiência da infra-estrutura.

Para ampliar e aprofundar as discussões sobre o Programa, no dia 4 de setembro, às 10 horas, o Laboratório Sociedades Contemporâneas do IEA e a Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) promovem o debate Mais Médicos, que acontece na Sala de Eventos do Instituto. No encontro, o tema será abordado a partir de três grandes questões: 1) O Brasil precisa de mais médicos? 2) Por que os médicos não vão para o interior e para as periferias? e 3) Para suprir uma emergência, vale a pena contratar médicos estrangeiros?

Participam do debate Adib Jatene, diretor Geral do Hospital do Coração (HCOR), ex-diretor e professor aposentado da FMUSP, ex-ministro da saúde e ex-secretário da saúde do Estado de São Paulo; Cláudia Collucci, repórter especial e colunista da Folha, especializada na área da saúde; Fernando de Castro Reinach, sócio da Fundo Pitanga e ex-professor da USP; Mário César Scheffer, professor do Departamento de Medicina Preventiva da FMUSP e integrante do Conselho Consultivo do Centro Brasileiro de Estudos da Saúde; e Paulo Hilário Saldiva, professor do Departamento de Patologia da FMUSP.

Coordenado e mediado por Milton de Arruda Martins, professor do Departamento de Clínica Médica da FMUSP, o encontro também tratará da possibilidade de criação de um novo grupo de estudos no IEA e da realização de um ciclo de debates, ambos voltados para a análise da saúde no Brasil.

O debate será transmitido pela web em www.iea.usp.br/aovivo. Para assistir ao debate na Sala de Eventos é preciso se inscrever por meio de mensagem enviada a clauregi@usp.br. A Sala de Eventos do IEA fica na rua Praça do Relógio, 109, bloco K, 5º andar, Cidade Universitária, São Paulo (localização).

Confira na rede do Imel ato de solidariedade aos médicos cubanos:
http://imersaolatina.ning.com/profiles/blogs/ato-em-defesa-dos-medicos-cubanos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos