Pular para o conteúdo principal

15 de outubro: dia do Professor


AGRACIADO PELO ATO DE AGRADECER
                                                                                                             
Por CARLOS SILVA
B O L A – Bola
C A S A – casa
1+1 é = a 2
Muitos anos passados, mas até hoje, ainda posso ouvir as vozes dos mestres no oficio de me direcionar aos caminhos do aprendizado.
Por vezes, em horas tantas já no meu crescido mundo, sempre tinha algo que retroagia meus sentidos para lembrar-me daqueles que foram meus cumplices, pilares do meu hoje conhecer.
Válidos foram, até os momentos de correção pesada em conter-me de castigo, não ter direito ao recreio, face alguma travessura e até mesmo de umas “palmatoriadas”.
Trilhei por varias vertentes da vida, andei por cidades e com orgulho eu podia ler o itinerário do ônibus, a peça em cartaz, as sinalizações indicativas das cidades grandes, o cardápio oferecido, o teste numa empresa, a colocação no mercado de trabalho. Naqueles passos dados, estavam o auxilio presente dos mestres que um dia me apresentaram as primeiras letras e números dos quais, hoje tanto uso faço, na confecção das minhas obras, escritas, faladas e cantadas.
Minha gratidão vai além dos tempos idos. Acredito que atravessa dimensões incalculáveis de tão rico, prospero, proveitoso, gratificante  e aproveitáveis momentos daquele aprendizado.
O meu B O L A transformou-se em poesias, letras musicais, textos direcionados a tantos.
O meu 1+1 é = a  2 , utilizo nos compassos, nas métricas para enriquecer a minha rima ou o ritmo que emprego numa canção.
O que seria de tudo isso, se não fosse a base do ensino e das horas de dedicação e muito labor dessa figura iluminada chamada de professor?
Ao ouvir hoje, quão sofrida é a arte de ensinar, levada pela insegurança, pela violência, pelos descasos governamentais “em se tratando de suas tão merecidas remunerações” eu fico a pensar? O que move uma pessoa, a dedicar tanto amor nessa chamada arte de ensinar?
Dia 15 de outubro, é o dia daquele que ensina todo dia, todos os meses e todo o ano de um período Escolar. Um dia é muito pouco para comemorar ou para ser lembrado. Mas é justo e digno que tenhamos sempre a frase de gratidão nos lábios e sempre digamos: MUITO OBRIGADO MEU QUERIDO PROFESSOR.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

"É com muita satisfação que a ARPUB e o MinC informam que o projeto Tropofonia: um laboratório de sons e sentidos, proposto pelo Instituto Imersão Latina - IMEL foi selecionado para receber o Prêmio Roqutette Pinto de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos, na categoria rádio-arte/experimentação sonora."

COMISSÃO DE SELEÇÃO DO I PRÊMIO ROQUETTE- PINTO
ARPUB - Associação das Rádios Públicas do Brasil

"Nós do Instituto Imersão Latina (IMEL) e do Tropofonia recebemos esta notícia hoje e agradecemos a todos que participaram desse processo de construção coletiva do projeto até aqui. O programa Tropofonia agora será disponibilizado para circular pelas rádios comunitárias e educativas de todo o Brasil. Que essa onda se perpetue por todos os ares da América Latina!"
Brenda Marques Pena, Presidente do Instituto Imersão Latina

A Comissão de Seleção do I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos - Prêmio Roquette-Pinto foi composta pelos membros:

Patrick Torqua…

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

“Realizar uma grande aliança dos quem tem modos de vida ligados a terra, as águas e as florestas, povos indígenas,comunidades de camponeses e ribeirinhos e demais entidades sociais que sofrem os impactos dos grandes projetos na Amazônia e de quem se solidariza com eles, para estabelecer a resistência a diversos níveis, local, regional, nacional einternacional”, é o que sugere uma das conclusões do Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos. As conclusões do Seminário foram publicadas no site do Cimi no último dia 6.


Eis a carta final do encontro:

Nós, membros de Movimentos Sociais e Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, Peruana e Boliviana e do Conselho Missionário Indigenista – Cimi, reunidos no “Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos”, nos dias 2, 3 e 4 de junho de 2010, na cidade de Rio Branco, estado do Acre,

Considerando:

1) Que os grandes projetos da IIRSA(Iniciativa para Integração da Infra-Estrutura da América …

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina

De volta à Pangéia* Quem sabe a arte console hoje todos os corações solitários carentes da real beleza muda dos materiais e cores dos sonhos, como intocáveis desejos do querer. Esse era o último apelo de Péricles: viver um deja vu de emoções. Assim as lembranças tomavam o chá das onze com ele todos os dias, como se cada gota tivesse o gosto de um amigo ou amante distante. E foi assim todos os finais de noite, até que a terra se transformou novamente na Pangeia, quando não havia essa divisão entre continentes. E no meio desse emaranhado de terras Péricles viajou no tempo, provocando a erupção de mil vulcões até que a lavra do amor queimou para sempre os corpos…. Brenda Mar(que)s Pena durante lançamento de DESnaturalizados. Foto: Marja Marques *Miniconto do meu livro (DES)naturalizados. Exemplares à venda por R$ 15,00 no Coletivo Contorno (avenida do Contorno 4640 – sala 701, bairro Funcionários) e na Casa Leopoldina (rua Leopoldina 357, bairro Santo Antônio). Peça também pelo e-mail: co…