A tolerância para o dia da não-violência


Hoje, 2 de outubro (data de nascimento de Mahatma Gandhi) é o Dia Internacional da Não-Violência. Postamos no último sábado uma série de atividades organizadas por ativistas em São Paulo e temos recebido algumas manifestações, entre elas, publicamos a contribuição do poeta Ricardo Evangelista.

Tolerância

(in, mojepotara, ricardo evangelista, 2004 )

Sem teto lavrador polícia
Patrão operário sindicalista
Fiscal camelô florista
Juiz torcedor jornalista
Pederasta puta machista
Negro índio turista
Diferença não é distância
Ambulante pedinte lojista
Roqueiro punk sambista
Diretor ator e crítica
Estagiário doutor diarista
Faxineiro freguês e frentista
Católico mulçumano israelita
É preciso haver tolerância
Protestante ateu hare-krishna
Padre pastor ou budista
Caipira candando nortista
Engenheiro arquiteto ecologista
Paciente médico dentista
Nisei paraibano paulista
Com a outra ponta do ponto
Poeta editor contista
Americano cruzeirense galista
Vascaíno fluminense flamenguista
Coxa colorado gremista
Flanelinha, pedestre motorista
Primitivo, popular e erudita
No outro ponto de vista
Porteiro pintor artista
Intelectual boêmio esportista
Grávida, velho taxista
Viajante cobrador maquinista
Cego professor autista
Vizinho vendedor e visita

O poema tolerância foi musicado por Ricardo Evangelista e tem sido apresentado no espetáculo Sarau Tropeiro com interpretação de Ricardo Evangelista, sueli silva, daniel carlos com arranjos de: Daniel Carlos e percussão de Gibran muller

Saiba mais sobre o Sarau Tropeiro em: http://www.sarautropeiro.com/
Foto: Ricardo Evangelista se apresenta no Sarau organizado por ele na Lagoa do Nado no dia 25 de setembro, quando vários poetas e ativistas pela paz e poesia foram homenageados. Postaremos sobre as homenagens em breve. Saiba mais em http://www.achamarte.blogspot.com/
Por Brenda Marques
Participe você também enviando sua contribuição para info@imersaolatina.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos