Pular para o conteúdo principal

Djs Anônimo e Fat Monkey agitam a festa do 7º Prêmio Délio Rocha de Jornalismo de Interesse Público

Na próxima sexta, 22 de novembro, o Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais entrega o 7º Prêmio Délio Rocha de Jornalismo de Interesse Público 2013. A festa de premiação será animada pelos DJs Anônimo e Fat Monkey na CDL-BH(Av. João Pinheiro. 495 – Centro).

Na sede do Sindicato, o jornalista associado em dia com o Sindicato pode retirar dois convites gratuitos. Para quem não é associado ou está inadimplente o valor é R$ 30,00 (número de convites limitados).

Mais informações: Vilma Tomaz Ribeiro – diretora do Sindicato – contato: 31-3224-5011, eventos@sjpmg.org.br e 8798-2247

Sobre os DJs

DJ Anônimo comemora nove anos de discotecagem em 2013. Um histórico de apresentações que inclui eventos como Virada Cultural BH (palco Praça da Estação), Revirada Cultural SP, Conexão Vivo, Comida di Buteco, Boteco Bohemia (SP), Conexão Telemig Celular, Telefonica Open Air (SP), Fórum.doc, Feto, FIT-BH, Cineop (Ouro Preto), Cine BH e inúmeras festas particulares, de empresas, do poder público e em casas noturnas de BH, SP, DF, PA, MT, MS, SE, CE e BA. dj anônimo (assim mesmo, em minúsculas)é o codinome notívago do jornalista, curador musical e empreendedor cultural Israel do Vale, crítico e curador na área da música, co-fundador do festival Eletronika e um dos criadores dos selos Motor Music e +BRASIL MÚSICA e da festa ADOCICA. O dj anônimo se intitula “dublê de dejota”, para acentuar a distinção entre os DJs entertainers e aqueles que utilizam a pick-up como um instrumento. O nome foi adotado na época da novela “Celebridades”, como contraponto ao desejo coletivo da fama, acentuado pela emergência dos reality shows e as possibilidades abertas pela internet. O envolvimento com a discotecagem veio do desejo de dividir com os amigos a chance de ouvir as músicas de um acervo que soma três mil vinis e dois mil CDs, reunido em 25 anos de jornalismo cultural.

DJ Fat Monkey

Uma mistura de músicas do mundo inteiro e brasilidades seletamente escolhidas em uma pesquisa de sons e ritmos que atravessam vários continentes em um diálogo bem interessante. Começou em Contagem, uma festa africana e o Dj que iria tocar teve um problema e não pode ir, e todos me olharam e o nome nasceu antes da ação: Dj Fat Monkey, porque quem quebra galho é Macaco Gordo! Desde então apresentando despretenciosamente em festas particulares, em 2013, no lançamento do Cineclube Latino, do IMEL. Dj Fat Monkey é requisitado em diversos ambientes. Com esta alcunha, Nelson Pombo Jr, músico percussionista da banda 12Duoito, Arte-educador, midialivrista do IMEL e da Ciranda.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

"É com muita satisfação que a ARPUB e o MinC informam que o projeto Tropofonia: um laboratório de sons e sentidos, proposto pelo Instituto Imersão Latina - IMEL foi selecionado para receber o Prêmio Roqutette Pinto de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos, na categoria rádio-arte/experimentação sonora."

COMISSÃO DE SELEÇÃO DO I PRÊMIO ROQUETTE- PINTO
ARPUB - Associação das Rádios Públicas do Brasil

"Nós do Instituto Imersão Latina (IMEL) e do Tropofonia recebemos esta notícia hoje e agradecemos a todos que participaram desse processo de construção coletiva do projeto até aqui. O programa Tropofonia agora será disponibilizado para circular pelas rádios comunitárias e educativas de todo o Brasil. Que essa onda se perpetue por todos os ares da América Latina!"
Brenda Marques Pena, Presidente do Instituto Imersão Latina

A Comissão de Seleção do I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos - Prêmio Roquette-Pinto foi composta pelos membros:

Patrick Torqua…

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

“Realizar uma grande aliança dos quem tem modos de vida ligados a terra, as águas e as florestas, povos indígenas,comunidades de camponeses e ribeirinhos e demais entidades sociais que sofrem os impactos dos grandes projetos na Amazônia e de quem se solidariza com eles, para estabelecer a resistência a diversos níveis, local, regional, nacional einternacional”, é o que sugere uma das conclusões do Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos. As conclusões do Seminário foram publicadas no site do Cimi no último dia 6.


Eis a carta final do encontro:

Nós, membros de Movimentos Sociais e Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, Peruana e Boliviana e do Conselho Missionário Indigenista – Cimi, reunidos no “Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos”, nos dias 2, 3 e 4 de junho de 2010, na cidade de Rio Branco, estado do Acre,

Considerando:

1) Que os grandes projetos da IIRSA(Iniciativa para Integração da Infra-Estrutura da América …

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina

De volta à Pangéia* Quem sabe a arte console hoje todos os corações solitários carentes da real beleza muda dos materiais e cores dos sonhos, como intocáveis desejos do querer. Esse era o último apelo de Péricles: viver um deja vu de emoções. Assim as lembranças tomavam o chá das onze com ele todos os dias, como se cada gota tivesse o gosto de um amigo ou amante distante. E foi assim todos os finais de noite, até que a terra se transformou novamente na Pangeia, quando não havia essa divisão entre continentes. E no meio desse emaranhado de terras Péricles viajou no tempo, provocando a erupção de mil vulcões até que a lavra do amor queimou para sempre os corpos…. Brenda Mar(que)s Pena durante lançamento de DESnaturalizados. Foto: Marja Marques *Miniconto do meu livro (DES)naturalizados. Exemplares à venda por R$ 15,00 no Coletivo Contorno (avenida do Contorno 4640 – sala 701, bairro Funcionários) e na Casa Leopoldina (rua Leopoldina 357, bairro Santo Antônio). Peça também pelo e-mail: co…