8 de março: Dia Internacional de Lutra das Mulheres em Belo Horizonte


Imagem inline 1

A articulação das mulheres do campo e da cidade de Minas Gerais vem, por meio deste, informar que nos
 dias 07 e 08 de março de 2016, realizaremos em Belo Horizonte o encontro do dia internacional de luta das mulheres. Serão dois dias de formação, agitação e luta, pois entendemos que essa não é uma data de comemorações. 

Aqui em Minas Gerais o 08 de março vêm sendo construído por diversas organizações, movimentos sociais, sindicais, coletivos e mulheres de todo o estado.

​Convidamos a todas as mulheres a virem participar desse importante momento.
Aproveitamos para pedir apoio na mobilização das mulheres da sua categoria para que venham participar das atividades do dia 08 de março e, se possível, da formação no dia 07. Além de ajudar com divulgação no jornal, rede social, site, via e-mail, entre outros. 

Informamos também que, caso realizem alguma atividade ou formação com as mulheres da categoria, estamos disponíveis para contribuir.


Programação Cultural
Confira também a programação do ato unificado feita pelas mulheres de arte e cultura:
https://www.facebook.com/events/1087386604703957/

É Pela Vida das Mulheres! Contra as reformas Trabalhista e Previdenciária

O dia 8 de Março é marcado no mundo todo como o dia de luta das mulheres. Num momento em que nos atacam de todos os lados, há a necessidade de nos organizarmos para fazer um real enfrentamento! É pela vida das mulheres!

A violência contra as mulheres, principalmente negras e pobres, cresce a cada ano e os casos são cada vez mais são alarmantes. As consequências são: o medo de caminhar nas ruas, o pânico de sermos estupradas aos milhares, somos vítimas das agressões cometidas por “nossos companheiros”, somos assassinadas diariamente por essa sociedade machista, racista, preconceituosa e excludente. Contudo, ainda não temos delegacias especializadas suficientes para as mulheres vítimas de violência e com atendimento apropriado, muito menos se avança em relação às casas de acolhimento que recebem as mulheres em situação de violência, além de faltar creches e escolas para nossos filhos.
Contra as reformas previdenciária e trabalhista!
Não bastassem todos os ataques que sofremos todos os dias, o governo de Michel Temer quer nos prejudicar ainda mais! Um governo que só serve para atender os interesses dos banqueiros e empresários, e não às trabalhadoras e trabalhadores. As reformas da previdência e das leis trabalhistas só servem para retirar os direitos da classe trabalhadora com medidas que atingem, principalmente, as mulheres. Por isso, somos a maiores vítimas do desemprego, nossos salários são mais baixos e estamos submetidas à dupla ou até tripla jornada de trabalho, ou seja, explorada até à exaustão, sob uma absurda pressão física e psicológica. Essas reformas são mais um ataque ao direito das mulheres!
Fora Temer!
Por isso precisamos lutar, fazer um enfrentamento a esse governo, às políticas neoliberais de retirada de direitos e conquistas e não permitir mais nenhum retrocesso! Somente com luta consequente e unificada podemos derrubar o governo de Michel Temer!
Avante, mulheres! Seguiremos em luta até que todas sejamos livres da exploração, da opressão e da violência!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina