Pular para o conteúdo principal

10 Anos de Comunicação Compartilhada no Fórum Social Mundial

midiativista, representante do Imersão Latina no FSM

Durante o Forum Social de Porto Alegre o Instituto Imersão Latina estará participando de várias atividades, coberturas e no Seminário de Comunicação Compartilhada. Postaremos informações diariantes neste blog e na nossa rede imersaoaltina.ning.com. Todos podem participar discutindo e postando informações, para isso basta se cadastrar.
A Ciranda Internacional da Informação Independente realiza em Porto Alegre, no próximo domingo (dia 24), conexões online com organizações da Palestina, incluindo Stop the Wall e Alternative Information Center. As iniciativas integram o Seminário sobre Comunicação Compartilhada, que terá lugar no Centro Cultural Usina do Gasômetro.

O Fórum Social Mundial está completando 10 Anos e com ele a Comunicação Compartilhada esteve presente desde a primeira edição em janeiro de 2001, em Porto Alegre. Na época, jornalistas e mídias alternativas no FSM fizeram um acordo colaborativo para cobrir o evento sem se pautar pela grande imprensa. E ao longo dos anos o esforço se repetiu com diferentes meios e novas participações, mesclando a iniciativa de cobertura do FSM com espaços de diálogo pelo direito e a democratização da comunicação.

Como avaliar um conceito que, no início, contava mais com vontades do que ferramentas e hoje se perde de vista em meio a profusão de possibilidades colaborativas abertas pela tecnologia? Em que essa iniciativa se associa ao movimento em defesa de uma nova comunicação?

Em dez anos a comunicação compartilhada reside no mesmo recorte da ação midiática coletivamente deliberada, com um objetivo comum pactuado - outro mundo é possível - e alternativas de gestão que movem cada participante a agregar ao esforço colaborativo o seu modo próprio de participar.

Esse exercício, que fez do FSM seu laboratório de convivência, ampliação de vínculos e bases colaborativas, e afinal resultou em compromisso com a construção da própria política de comunicação do Fórum Social Mundial, requer avaliação.

Avançamos? Contribuimos nestes 10 anos para o processo FSM? O FSM contribui para uma nova consciência sobre o direito à comunicação? Qual é o papel da comunicação compartilhada em forjar este debate? O que faremos neste ano em que um roteiro de Fóruns pelo mundo,
começando em Porto Alegre e Salvador conduzem o processo novamente à Africa, com o FSM 2011, em Dacar, no Senegal?

Estas questões estão abertas para nossa Roda de Conversa sobre 10 Anos de Comunicação Compartilhada.

Nosso primeiro encontro será dia 24 de Janeiro, na Usina do Gasômetro. Na parte da manhã serão feitas conexões sobre comunicação com participantes de outros lugares, dentro da proposta FSM Expandido. À tarde, estão programadas conversas sobre o saldo e perspectivas a
partir de experiências como Ciranda, Fórum de Radios Comunitárias e TVs e de novos coletivos de comunicação compartilhada. Incluirá conexão com a Palestina, sobre os muros que impedem a comunicação entre os povos.

A partir de 26, as atividades incluirão representantes da comunicação compartilhada de outros paises, como Senegal e Honduras. Além de atividades nas cidades de Canoas e Nova Hamburgo, com encontros de Radio - junto com o Diálogo Interplanetário de Cultura Livre, e
projeção de filmes do Felco, no Acampamento Intercontinental da Juventude

Os encontros de comunicação compartilhada terão atividades organizativas e de cobertura, a exemplo do Fórum de Radios, que será feito na Assembléia Legislativa, reunindo Rede Abraço, Agencia Pulsar-Amarc e mais uma edição da Ciranda.

Participam:

Ciranda, Abraço, Agencia-Pulsar, Amarc, Radio Koch, Radio Favela, Ongnet, Viração, Soylocoporti, Alquimídia, Articulação Mulher e Mídia, Intervozes, Consciência, Instituto Paulo Freire, Revista Carta, Flamme D'Afrique, Instituto Imersão Latina.

Nossa agenda coletiva em Porto Alegre será divulgada diariamente pela
ciranda.net. Participe!

Local: Primeira Roda: 24 de janeiro, domingo,

Manhã - Conexões
Tarde - Diálogos

Centro Cultural Usina do Gasômetro
Av. Presidente João Goulart, 551
Centro - CEP 90010-120
Porto Alegre / RS

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

"É com muita satisfação que a ARPUB e o MinC informam que o projeto Tropofonia: um laboratório de sons e sentidos, proposto pelo Instituto Imersão Latina - IMEL foi selecionado para receber o Prêmio Roqutette Pinto de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos, na categoria rádio-arte/experimentação sonora."

COMISSÃO DE SELEÇÃO DO I PRÊMIO ROQUETTE- PINTO
ARPUB - Associação das Rádios Públicas do Brasil

"Nós do Instituto Imersão Latina (IMEL) e do Tropofonia recebemos esta notícia hoje e agradecemos a todos que participaram desse processo de construção coletiva do projeto até aqui. O programa Tropofonia agora será disponibilizado para circular pelas rádios comunitárias e educativas de todo o Brasil. Que essa onda se perpetue por todos os ares da América Latina!"
Brenda Marques Pena, Presidente do Instituto Imersão Latina

A Comissão de Seleção do I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos - Prêmio Roquette-Pinto foi composta pelos membros:

Patrick Torqua…

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

“Realizar uma grande aliança dos quem tem modos de vida ligados a terra, as águas e as florestas, povos indígenas,comunidades de camponeses e ribeirinhos e demais entidades sociais que sofrem os impactos dos grandes projetos na Amazônia e de quem se solidariza com eles, para estabelecer a resistência a diversos níveis, local, regional, nacional einternacional”, é o que sugere uma das conclusões do Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos. As conclusões do Seminário foram publicadas no site do Cimi no último dia 6.


Eis a carta final do encontro:

Nós, membros de Movimentos Sociais e Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, Peruana e Boliviana e do Conselho Missionário Indigenista – Cimi, reunidos no “Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos”, nos dias 2, 3 e 4 de junho de 2010, na cidade de Rio Branco, estado do Acre,

Considerando:

1) Que os grandes projetos da IIRSA(Iniciativa para Integração da Infra-Estrutura da América …

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina

De volta à Pangéia* Quem sabe a arte console hoje todos os corações solitários carentes da real beleza muda dos materiais e cores dos sonhos, como intocáveis desejos do querer. Esse era o último apelo de Péricles: viver um deja vu de emoções. Assim as lembranças tomavam o chá das onze com ele todos os dias, como se cada gota tivesse o gosto de um amigo ou amante distante. E foi assim todos os finais de noite, até que a terra se transformou novamente na Pangeia, quando não havia essa divisão entre continentes. E no meio desse emaranhado de terras Péricles viajou no tempo, provocando a erupção de mil vulcões até que a lavra do amor queimou para sempre os corpos…. Brenda Mar(que)s Pena durante lançamento de DESnaturalizados. Foto: Marja Marques *Miniconto do meu livro (DES)naturalizados. Exemplares à venda por R$ 15,00 no Coletivo Contorno (avenida do Contorno 4640 – sala 701, bairro Funcionários) e na Casa Leopoldina (rua Leopoldina 357, bairro Santo Antônio). Peça também pelo e-mail: co…