Aula de história contemporânea no dia de Tiradentes


Por Brenda Marques Pena*

O dia 21 de abril é feriado nacional no Brasil em memória à Tiradentes, morto pela coroa portuguesa como mártir dos ideais de liberdade, igualdade e fraternidade que os inconfidentes defendiam. O movimento da Inconfidência Mineira aconteceu no Brasil em 1789, influenciado pela Revolução Francesa.

Na época o Brasil era colônia de Portugal e esta foi uma conspiração contra a coroa portuguesa e pela independência. O país hoje é uma república, mas ainda sofre com problemas de abuso de poder e grande taxa de impostos do governo, que não são utilizados como deveriam para o benefício da população e garantia de direitos básicos. Há muita corrupção e os brasileiros tem lutado, ido às ruas para pedir mudanças no sistema político.

Uma reforma política é uma das principais bandeira dos movimentos sociais hoje, pois  o brasileiro se sente enforcado de tanto trabalhar, sem ver seus direitos garantidos como deveriam. O problema é sistêmico e permeia vários campos da sociedade, partidos políticos e governos.

A liberdade ainda está sendo construída e há resquícios de vários períodos da história do Brasil, como da ditadura militar, pois muitos acham que pode-se resolver situações como a criminalidade aumentando as punições, ao invés, de os esforços principais serem na igualdade de direitos e oportunidades. Pensando nisso, lembro um verso de um poema meu, que será publicado em livro a ser lançado no dia 1º de maio em Buenos Aires, Argentina.

"Brasil, brasileño que su color sea la justícia!"


*Brenda Marques Pena é presidente do Instituto Imersão Latina e representante do Movimento aBrace. Estará na argentina do dia 1º a 4 de maio para uma série de eventos literários e artísticos, com lançamentos de livros e leituras poéticas do livro: Utopias Possíveis: Imersão Latina 10 anos. No Brasil, o primeiro lançamento será durante a FLIMS de 14 a 17 de maio, no Armazém Cultural, em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. 

A publicação é um livro-objeto em forma de passaporte que conta em poesia e de forma memorial um pouco das vivências de uma década de Imersão Latina. O livro estará disponível para venda por R$ 5,00 a partir de maio. Toda a arrecadação será destinada ao custeio de atividades do Instituto Imersão Latina de incentivo à leitura, artes, fruição cultural, política cultural e de comunicação livre. Mais informações e pedidos: info@imersaolatina.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina