9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos será exibida em Contagem esta semana

  • 9 de abril às 20:00 a 12 de abril às 22:00
  • Praça do Apoema, Av. João César de Oliveira, 751, esquina com Rua Noberto Mayer – Eldorado
Entre os dias 9 e 12 de abril Contagem receberá a exibições de seis filmes da mostra, entre eles, uma produção realizada na própria cidade.

A 9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul acontece em 27 capitais do Brasil com produções audiovisuais de países sul-americanos e africanos com o tema dos direitos humanos sendo abordado no cinema. A mostra chega a cidade de Contagem por meio de iniciativa independente e será realizada em praça pública.

PROGRAMAÇÃO
09 a 12 de abril sempre as 20H00.
Praça do Apoema, Av. João César de oliveira, 751, esquina com Rua Noberto Mayer – Eldorado

* DIA 09, QUINTA
O longa-metragem “Que Bom Te Ver Viva” de Lúcia Morat.
Duas décadas depois, oito ex-presas políticas falam sobre a luta e a tortura vividas durante o regime militar brasileiro e a experiência de ter sobrevivido. Entre os depoimentos, delírios e confissões de uma personagem anônima, que reflete sobre o peso de ter sobrevivo lúcida às torturas.

Temas: Mulheres, combate á tortura, democracia e direitos humanos.

* DIA 10, SEXTA
O longa-metragem “Cabra Marcado para Morrer” de Eduardo Coutinho.
Em 1964, o CPC da UNE inicia um filme sobre a vida de João Pedro Teixeira, líder da Liga Camponesa de Sapé (PB), assassinado por latifundiários, que inclui uma reconstituição ficcional do evento político que levou a sua morte. A viúva de João Pedro, Elizabeth, e outros camponeses participam das filmagens. Mas os trabalhos são interrompidos por conta do golpe militar. 17 anos depois, Coutinho retoma o projeto e vai atrás dos personagens, encontrando Elizabeth na clandestinidade e sem contato com muitos de seus filhos.

Temas: Memória e verdade, direitos humanos e segurança pública , democracia e direitos humanos.

* DIA 11, SÁBADO
O média-metragem “Pelas Janelas” de Carol Perdigão, Guilherme Farkas, Sofia Moldonado e Will Domingos.
Ao longo de 3 meses, uma equipe formada por quatro estudantes universitários de Cinema e Audiovisual acompanhou parte dos processos e experiências dos projeto de cinema, educacão e direitos humanos “Inventar com a Diferença”, realizado em escolas espalhadas por todo o território nacional.

E o longa-metragem “Rio Cigano” de Júlia Zakia.
Uma cigana atravessa mundos para salvar sua grande amiga de infância de uma condessa sanguinária.

Temas: Mulher, infância

* DIA 12, DOMINGO
O curta-metragem “Sophia” de Kennel Rógis
Na busca por entender melhor o universo de Sophia, Joana, mãe dedicada, passa por belíssimas experiências sensoriais. Uma singela história de amor cercada de poesia visual e sonora.

E o longa-metragem “A Vizinhança do Tigre” de Affonso Uchoa.
Juninho, Menor, Neguinho, Adilson e Eldo são jovens moradores do bairro Nacional, periferia de Contagem (MG). Divididos entre o trabalho e a diversão, o crime e a esperança, cada um deles terá de encontrar modos de superar as dificuldades e domar o tigre que carregam dentro das veias.

Temas: Mulher, pessoas com deficiência auditiva, infância, população negra, periiferia, violência

SOBRE A MOSTRA

A 9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul é realizada pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República em parceria com o Ministério da Cultura. A Mostra é uma produção da Universidade Federal Fluminense (UFF), por meio do Departamento de Cinema e Vídeo, com apoio de: Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), Centro de Informação das Nações Unidas (UNIC-RIO), Centro Técnico Audiovisual (CTAv), Empresa Brasileira de Comunicação (EBC).

A realização na cidade de Contagem foi selecionada no Projeto DEMOCRATIZANDO que busca levar a programação da mostra para diferentes regiões do Brasil. A proposta foi enviada para a organização da mostra de forma independente, através de um edital público da mostra. O Intuito era realizar as exibições na Casa do Movimento Popular, mas acontecerá na praça devido a interrupção das atividades independentes no local e à falta de cinemas públicos e espaços de exibição na cidade.

* Você pode conferir mais informações sobre os filmes, fotos e detalhes sobre a mostra na matéria especial do Guia Cultural de Contagem no link:http://www.guiaculturaldecontagem.com.br/2015/03/9-mostra-de-cinema-e-direitos-humanos.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina