Pular para o conteúdo principal

Neste sábado tem rei-boi-liço rosado junino em Contagem


A Irmandade e Sociedade dos Amigos do Boi Rosado realiza em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), dia 24 de junho, às 15 horas, o "Rei-boi-liço Rosado Junino", em comemoração aos aniversários de Guimarães Rosado Boi Rosado e do Boi Rosado Ambiental.

A festividade terá início com o plantio de árvores dentro e fora do Clube Recreativo Arvoredo, onde fica o Viveiro Vivo do projeto Boi Rosado Ambiental. Depois, seguirá pelas ruas do Bairro Fonte Grande até a Casa dos Cacos, no Bairro Bernardo Monteiro, em Contagem.

Segundo explica o professor, artista plástico, poeta e ambientalista, Severino Iabá, idealizador do Boi Rosado e do Boi Rosado Ambiental, haverá um abraço simbólico à Casa dos Cacos, em defesa deste patrimônio cultural do município de Contagem, que foi abandonado há 12 anos pelo poder público municipal e que hoje sofre com invasões e vandalismo.

Casa dos Cacos

A Casa de Cacos, em Contagem, na RMBH, expressa momentos da arte popular de Minas Gerais que, nos anos 1970, ganhou admiradores e notícias no Brasil e no mundo. 

Hoje, a construção vive situação difícil. Fechada desde 2005, segundo a prefeitura municipal, para garantir a integridade da edificação, já que visitantes poderiam colocar em risco a estrutura do imóvel, desde então não recebeu a prometida atenção. E o que hoje se vê são os caprichosos mosaicos do imóvel sujos, com peças quebradas e a construção com ares de ruínas.

“Fazemos um convite a todos para que se juntem ao Boi Rosado. Vamos ocupar mais um território da alegria, da cultura e da cidadania. Traga sua empolgação e um instrumento de percussão para fazermos um grande Rei-boi-liço Rosado Junino", explica

Programação: 

14h00 - Concentração, às 14 horas, na entrada do Clube Recreativo Arvoredo.
15h00 - Plantio de árvores dentro e fora do Clube Recreativo Arvoredo.
16h00 - Cortejo e apoio do Boi Rosado pelas ruas dos bairros Fonte Grande e Bernardo Monteiro com doação de flores.
16h40 - Chegada à Casa dos Cacos, abraço simbólico, canto de parabéns aos aniversariantes, corte do bolo, ciranda, caldo, suco, doação de brinquedos populares, flores e mudas de árvores nativas e frutíferas.
18h00 - Encerramento.

Essa atividade promovida pela Irmandade e Sociedade dos Amigos do Boi Rosado conta com os apoios do Clube Recreativo Arvoredo, Casa PimentelEmersão LatinaMAYA - Movimento pelas Águas e AtmosferaMaria Reciclona e Missão Amor Betim.

Informações para quem vai de ônibus: 

Para quem pretende pegar o ônibus no centro de Belo Horizonte, eles saem da Av. Olegário Maciel entre Rua Carijós e Rua Tamoios.
• Seguindo pela Av. Amazonas, pegar ônibus número 2550, descer em frente ao Fórum de Contagem.
• Seguindo pela Via Expressa, pegar o ônibus número 2560 ou 2570, descer próximo ao Fórum de Contagem.

Informações para quem vai de metrô: 

Para quem pretende ir de metrô, descer na Estação Eldorado.

• Caminhar até à Rua Jequitibás e pegar o ônibus número 2730parar em frente ao Clube Recreativo (  ônibus demora muito ). 
• Outra opção mais rápida é pegar 2590 no mesmo local, descer na parada antes padaria Santa Isabel, entrar na Rua Anjo da Guarda até a Rua Domingos sítio 500  metros de caminhada). 
• Ou pegar qualquer ônibus que pare em frente ao Fórum de Contagem. Depois é só seguir o desenho de uma árvore nos postes de iluminação pela Rua Coronel Augusto Camargo, à esquerda na Avenida Prefeito Gil Diniz, à esquerda na Rua Lincoln Costa Ferreira, e à direita na Rua DomingoSítio,  onde fica o Clube Recreativo Arvoredo 1,5 km de caminhada)

BOI ROSADO

Bumba-meu-boi, criado em 2008, pelo artista plástico, Severino Iabá, em homenagem ao escritor mineiro Guimarães Rosa. As primeiras aparições aconteceram, em Belo Horizonte, Cordisburgo e em Contagem. Recentemente aconteceu na Praça Princesa Isabel, do Bairro Alvorada, durante a 43ª Festa da Abolição dos Arturos.

REI-BOI-LIÇO ROSADO

Rei-boi-liço Rosado é uma ação cultural do folguedo Boi Rosado de ocupação dos territórios do brincar, cultura e cidadania. Surgiu, em 2014, com a exposição comemorativa dos 10 anos do projeto de Arte Pública Manifesto das Flores, no Centro de Cultura da UFMG e o lançamento do seu primeiro CD musical "Rei-boi-liçoRosado" no Parque Municipal de Belo Horizonte.

BOI ROSADO AMBIENTAL

O Boi Rosado Ambiental é um projeto coletivo e colaborativo de ecocidadania do folguedo ‘Boi Rosado’ (associação não jurídica) que trabalha na perspectiva da solidariedade e da sustentabilidade ambiental e planetária.Foi criado em 2012, pelo professor, artista plástico, poeta e ambientalista, Severino Iabá, e vem sendo desenvolvido por um coletivo formado por membros daIrmandade do Boi Rosado, amigos e simpatizantes do Projeto. 

(https://www.facebook.com/boirosadoambiental/)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tropofonia do IMEL ganha prêmio Roquette Pinto de rádio-arte!

"É com muita satisfação que a ARPUB e o MinC informam que o projeto Tropofonia: um laboratório de sons e sentidos, proposto pelo Instituto Imersão Latina - IMEL foi selecionado para receber o Prêmio Roqutette Pinto de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos, na categoria rádio-arte/experimentação sonora."

COMISSÃO DE SELEÇÃO DO I PRÊMIO ROQUETTE- PINTO
ARPUB - Associação das Rádios Públicas do Brasil

"Nós do Instituto Imersão Latina (IMEL) e do Tropofonia recebemos esta notícia hoje e agradecemos a todos que participaram desse processo de construção coletiva do projeto até aqui. O programa Tropofonia agora será disponibilizado para circular pelas rádios comunitárias e educativas de todo o Brasil. Que essa onda se perpetue por todos os ares da América Latina!"
Brenda Marques Pena, Presidente do Instituto Imersão Latina

A Comissão de Seleção do I Concurso de Fomento à Produção de Programas Radiofônicos - Prêmio Roquette-Pinto foi composta pelos membros:

Patrick Torqua…

Os Grandes projetos na Amazônia e seus impactos

“Realizar uma grande aliança dos quem tem modos de vida ligados a terra, as águas e as florestas, povos indígenas,comunidades de camponeses e ribeirinhos e demais entidades sociais que sofrem os impactos dos grandes projetos na Amazônia e de quem se solidariza com eles, para estabelecer a resistência a diversos níveis, local, regional, nacional einternacional”, é o que sugere uma das conclusões do Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos. As conclusões do Seminário foram publicadas no site do Cimi no último dia 6.


Eis a carta final do encontro:

Nós, membros de Movimentos Sociais e Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira, Peruana e Boliviana e do Conselho Missionário Indigenista – Cimi, reunidos no “Seminário Internacional de Grandes Projetos na Amazônia e seus Impactos”, nos dias 2, 3 e 4 de junho de 2010, na cidade de Rio Branco, estado do Acre,

Considerando:

1) Que os grandes projetos da IIRSA(Iniciativa para Integração da Infra-Estrutura da América …

De volta à Pangéia: um dos contos DESnaturalizados de Brenda Mar(que)s Pena do Imersão Latina

De volta à Pangéia* Quem sabe a arte console hoje todos os corações solitários carentes da real beleza muda dos materiais e cores dos sonhos, como intocáveis desejos do querer. Esse era o último apelo de Péricles: viver um deja vu de emoções. Assim as lembranças tomavam o chá das onze com ele todos os dias, como se cada gota tivesse o gosto de um amigo ou amante distante. E foi assim todos os finais de noite, até que a terra se transformou novamente na Pangeia, quando não havia essa divisão entre continentes. E no meio desse emaranhado de terras Péricles viajou no tempo, provocando a erupção de mil vulcões até que a lavra do amor queimou para sempre os corpos…. Brenda Mar(que)s Pena durante lançamento de DESnaturalizados. Foto: Marja Marques *Miniconto do meu livro (DES)naturalizados. Exemplares à venda por R$ 15,00 no Coletivo Contorno (avenida do Contorno 4640 – sala 701, bairro Funcionários) e na Casa Leopoldina (rua Leopoldina 357, bairro Santo Antônio). Peça também pelo e-mail: co…